Menu
Início Brasil na Opep+ é pisar em fio desencapado, diz ex-governador do Espírito Santo.

Brasil na Opep+ é pisar em fio desencapado, diz ex-governador do Espírito Santo.

5 de dezembro de 2023 às 16:55
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Paulo Hartung, ex-governador, Espírito Santo, Meio Ambiente, Brasil, Opep+, cartel, petróleo, desmatamento, garimpo, grilagem, energia, etanol, hidrogênio, carbono, transição energética.
Paulo Hartung, ex-governador do Espírito Santo e especialista em questões ligadas ao Meio Ambiente, criticou a possível entrada do Brasil na Opep+, cartel

Segundo Hartung, a aliança com países produtores de petróleo poderia comprometer os esforços brasileiros em busca de sustentabilidade e conservação dos recursos naturais. Ele ressaltou a importância de se manter a independência em relação a acordos que possam prejudicar o meio ambiente e a economia nacional.

O ex-governador do Espírito Santo e especialista em questões ambientais, Paulo Hartung, criticou o potencial ingresso do Brasil na Opep+, um cartel que reúne os principais produtores de petróleo do mundo. Este convite foi sinalizado pelos membros do governo, incluindo o presidente Lula, que indicaram que o Brasil fará parte da organização, mas como um mero observador.

Numa entrevista realizada com Felipe Miranda durante uma live em celebração aos 14 anos da Empiricus, Paulo Hartung sublinhou que a missão do Brasil é encerrar o desmatamento, o garimpo e a grilagem de terras, além de estabelecer instituições como o mercado de carbono nacional. Ele ressaltou que o país deve avançar no etanol de segunda geração, no hidrogênio e em outras fontes de energia como parte do desafio de transição energética. Para Hartung, esta transição energética é um modelo para ser percebido pelo mundo como comprometido com o tema, e a discussão sobre a entrada na Opep dificulta esse objetivo.

Artigos recomendados

Paulo Hartung também lembrou que o Brasil recebeu o título de ‘Fóssil do dia’ após aderir à Opep. Esse prêmio é concedido de forma irônica pela Rede de Ação do Clima (CAN), composta por ativistas na área. Em sua opinião, o Brasil não deveria ter ingressado na Opep, pois, quando a imagem do Brasil deveria ser fortalecida, acabou por tomar uma iniciativa contraproducente.

O especialista ressaltou a importância de investir em outras fontes de energia, mas isso não significa que o Brasil deve abandonar a produção e exploração de petróleo. Ele acredita que o Brasil e o governo precisam ter equilíbrio, racionalidade, sabedoria e inteligência para fazer escolhas em meio a um mundo de conflitos, destacando eventos como a briga entre Hamas e Israel, assim como entre China e Estados Unidos, e a invasão da Rússia na Ucrânia.

Paulo Hartung acredita que o Brasil deve viver em cooperação com os dois ‘brigões’, dando prioridade ao bem da população brasileira. Ele concluiu enfatizando que o país atravessa um momento de rearranjo da globalização, que requer escolhas sábias e estratégicas do governo.

Fonte: MoneyTimes


Você quer receber apenas notícias e vagas de emprego do seu interesse? A solução chegou através do app CPG VAGAS E NOTÍCIAS! Se você é pintor, vai receber no seu celular apenas oportunidades neste cargo. E será assim com pedreiro, técnico, engenheiro e etc..... Não perca nada do que acontece no mercado de trabalho e econômico do Brasil, baixe agora o app CPG VAGAS E NOTÍCIAS, disponível para Android e IOS!

APP CPG VAGAS E NOTÍCIAS

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
BANNER POPUP CPG VAGAS E NOTICIAS 2 Fechar