Início BNDES anuncia programa de financiamento para projetos de produção de hidrogênio verde no Brasil

BNDES anuncia programa de financiamento para projetos de produção de hidrogênio verde no Brasil

5 de julho de 2022 às 18:07
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O programa de apoio à produção de hidrogênio verde desenvolvido pelo BNDES será responsável por garantir o financiamento necessário, por meio de linhas de crédito, para a construção e desenvolvimento de projetos de geração desse recurso no país.
Foto: iStock

O programa de apoio à produção de hidrogênio verde desenvolvido pelo BNDES será responsável por garantir o financiamento necessário, por meio de linhas de crédito, para a construção e desenvolvimento de projetos de geração desse recurso no país.

Durante a última sexta-feira, (01/07), o Banco Nacional do Desenvolvimento  Econômico e Social (BNDES) anunciou o seu mais novo programa de financiamento voltado para o setor de energia e combustíveis no Brasil. Assim, haverá um investimento de R$ 300 milhões em créditos para o desenvolvimento de projetos que busquem impulsionar o mercado do hidrogênio verde no país, como forma de dinamizar esse setor e expandir a exploração do recurso no território nacional.

Projetos de produção de hidrogênio verde poderão receber linhas de crédito para o financiamento da construção por meio de programa criado pelo BNDES

Mirando no crescimento dos investimentos nacionais no segmento do hidrogênio verde com a chegada de empresas estrangeiras, o BNDES anunciou um novo programa de financiamento voltado para esse setor. Dessa forma, as empresas e empreendedores poderão solicitar linhas de crédito com o banco para o desenvolvimento de projetos de produção do recurso, com o investimento voltado para aquisição de equipamentos, construção de fábricas e demais etapas do processo. 

Artigos recomendados

Para isso, o BNDES utilizará os recursos do conhecido Fundo Clima, responsável por apoiar o segmento das energias renováveis no território nacional. O financiamento de cada projeto poderá contar com um total de R$ 300 milhões em créditos oferecidos pelo BNDES para a empresa.

Dessa forma, o banco pretende expandir suas linhas de financiamento para apoiar também projetos de produção de hidrogênio verde em larga escala, para exportação. O recurso vem sendo cada vez mais utilizado no segmento das renováveis e o Brasil possui forte potencial de aproveitamento da geração do hidrogênio. 

Assim, a diretora de Concessão de Crédito à Infraestrutura do BNDES, Solange Vieira, comentou que esse programa servirá para dar ao mercado do hidrogênio verde uma nova perspectiva de crescimento no Brasil, com a expansão no desenvolvimento de projetos no segmento.

Além disso, ela destacou: “Já estamos trabalhando para viabilizar novas soluções, incluindo apoio a plantas exportadoras de hidrogênio de baixo carbono e estudando a possibilidade de custo de financiamento em moeda estrangeira para viabilizar a implantação de grandes plantas no país, capazes de exportar o combustível”.

Além do programa de financiamento de projetos do BNDES, mercado de hidrogênio verde no Brasil segue conseguindo novos investimentos do Governo Federal 

Com a transição energética se tornando pauta cada vez mais urgente e relevante no cenário nacional, a busca pelos investimentos no setor das energias renováveis está se fazendo crescente no país. Assim, não seria diferente com o hidrogênio verde, sendo a aposta para o ramo e está conseguindo um forte olhar do governo brasileiro nos últimos meses, não só com o programa de financiamento do BNDES, mas com outras iniciativas para estimular o desenvolvimento de projetos no país. 

Entre elas, está o programa lançado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) durante o mês de junho deste ano, o qual abriu uma chamada pública de R$ 50 milhões para incentivar pesquisas na área de combustíveis sustentáveis como bioquerosene, hidrogênio verde e biometano no país. Os recursos serão investidos por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e o MCTI deixou o processo aberto para empresas de todos os portes, garantindo mais possibilidades no mercado dos combustíveis sustentáveis. 

Assim, os projetos poderão receber de R$ 1 milhão a R$ 7,5 milhão para o desenvolvimento inicial do empreendimento de produção dos recursos no país. Dessa forma, o Governo Federal continua buscando aproveitar o forte potencial do país no ramo das renováveis com o estímulo ao segmento.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes