MENU
Menu
Início Atem busca investir R$ 201 Milhões em novo terminal portuário de movimentação de combustíveis em Belém, no Pará

Atem busca investir R$ 201 Milhões em novo terminal portuário de movimentação de combustíveis em Belém, no Pará

23 de dezembro de 2022 às 11:13
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
A Atem visa construir um novo terminal portuário de movimentação de combustíveis derivados do petróleo em Belém e solicitou os documentos necessários para o projeto à Antaq.
Fonte: Atem

A Atem Distribuidora está agora buscando expandir suas operações no ramo portuário. A empresa visa construir um novo terminal portuário de movimentação de combustíveis derivados do petróleo e solicitou os documentos necessários para o projeto à Antaq.

Recentemente, a companhia Atem Distribuidora entregou com uma solicitação de documentos necessários para a construção e exploração de um novo terminal portuário à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). A empresa pretende realizar investimentos de R$ 201 milhões no projeto, que deve ser construído em Belém, capital do Pará, caso a distribuidora consiga os documentos necessários para isso. O terminal terá como foco principal a movimentação de combustíveis derivados do petróleo.

Atem solicita documentos necessários para construção e exploração de novo terminal portuário para movimentação de combustíveis no estado do Pará 

A companhia Atem está em busca agora de assumir novos rumos no ramo de combustíveis nacional, com foco na movimentação de derivados do petróleo através de um grande projeto de terminal portuário instalado em Belém, no estado do Pará.

Artigos recomendados

Para isso, a empresa entrou em contato com a Antaq, solicitando os documentos necessários para a autorização de construção e exploração de um Terminal de Uso Privado na capital paraense, Belém.

O foco do novo terminal da distribuidora será a movimentação de combustíveis derivados do petróleo, sendo eles: diesel S10, diesel S500, óleo diesel marítimo, gasolina A, álcool anidro, álcool hidratado, biodiesel B.100, bunker.

A companhia pretende realizar um investimento de R$ 201 milhões para a construção do novo terminal portuário, visando expandir sua presença no mercado de movimentação de produtos.

A Atem é uma das maiores distribuidoras de combustíveis do Brasil, e pretende utilizar sua expertise de mais de 20 anos de mercado para se tornar referência na movimentação de derivados do petróleo com seu novo terminal portuário.

Agora, a empresa aguarda uma resposta da Antaq quanto à viabilidade de um possível projeto de construção e instalação de um novo terminal portuário para a movimentação dos combustíveis no estado do Pará.

Conheça a Atem Distribuidora

Em 2000, surgiu a Distribuidora Atem, na época ainda funcionando com um espaço de armazenagem alugado no terminal da BR Distribuidora.

O combustível era comprado da refinaria, bombeado para os tanques alugados e, então, distribuído. Com trabalho duro e muita persistência, os negócios foram crescendo e se ampliando.

Em 2007, a Distribuidora Atem abriu sua própria base, que permanece em funcionamento até hoje.

Após 21 anos desde sua fundação, a empresa está presente em 11 Estados do Brasil e atua com transporte de combustível tanto por terra quanto por via fluvial.

A marca ATEM foi projetada baseando-se no conceito de distribuição, representando o processo: origem, caminho e destino. Além disso, a Atem é uma empresa com DNA Amazônida cuja missão é desenvolver negócios que sejam sustentáveis, efetivos e confi­áveis, que superem positivamente as expectativas de todos os interessados.

Saiba mais sobre a Antaq

No âmbito do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC), a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) é parte da administração federal indireta. Como tal, tem regime especial, ou seja, tem personalidade jurídica de direito público, é administrativamente independente, tem autonomia financeira e funcional, bem como dirigentes com mandato fixo.

A agência obedece ao Comando da Marinha (associado ao Ministério da Defesa): é sob essa orientação que ela atua em assuntos da Marinha Mercante, ficando diretamente ligada à defesa nacional e à segurança da navegação.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR