MENU
Menu
Início ALERTA GLOBAL! Presidente da Coreia do Norte Kim Jong-un impulsiona avanço militar e revela a construção de seu primeiro submarino nuclear tático de ataque; feito histórico deixa EUA e o mundo com preocupações e especulações!

ALERTA GLOBAL! Presidente da Coreia do Norte Kim Jong-un impulsiona avanço militar e revela a construção de seu primeiro submarino nuclear tático de ataque; feito histórico deixa EUA e o mundo com preocupações e especulações!

9 de setembro de 2023 às 13:38
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Energia nuclear -ALERTA GLOBAL! Presidente da Coreia do Norte Kim Jong-un impulsiona avanço militar e revela a construção de seu primeiro submarino nuclear tático de ataque; feito histórico deixa EUA e o mundo com preocupações e especulações!
September 6 2023 and released by north koreas official ko(Foto de KCNA VIA KNS / AFP)

Negociações de armas entre Rússia e Coreia do Norte não passam despercebidas pela Casa Branca e EUA adverte que haverá consequências graves caso o comércio se concretize.

A Coreia do Norte, um país muitas vezes envolto em mistério e tensão geopolítica, fez manchetes recentemente ao anunciar a conclusão de um feito notável: a construção de seu primeiro “submarino nuclear tático de ataque”. Esta revelação deixou os EUA e o mundo em alerta, e gerou uma série de preocupações em relação à estabilidade global.

Narrativa intrigante sobre a ascensão militar da Coreia do Norte promete gerar implicações políticas, militares e afetar as relações internacionais, com foco especial na posição dos Estados Unidos e na Casa Branca.

Artigos recomendados

Assista o vídeo abaixo e conheça o primeiro submarino nuclear da história da Coreia do Norte

A nova força nuclear da Marinha Norte-Coreana

A Coreia do Norte, sob a liderança do presidente Kim Jong-un, surpreendeu o mundo ao revelar seu novo submarino nuclear tático de ataque. De acordo com a agência estatal norte-coreana KCNA, esse avanço representa um marco na estratégia de defesa do país, sendo considerado essencial para proteger-se de ameaças externas. Kim Jong-un, que participou pessoalmente de um evento relacionado a essa conquista, afirmou que a embarcação é parte fundamental da “nuclearização da Marinha”.

O mundo agora observa atentamente os desdobramentos desse anúncio, especialmente em relação às negociações internacionais em andamento.

Xeque-mate geopolítico: reunião Kim Jong-un e Vladimir Putin não passa despercebido pela Casa Branca – EUA

Enquanto a Coreia do Norte celebrava seu avanço militar, os Estados Unidos anunciaram informações intrigantes: Kim Jong-un e o presidente russo, Vladimir Putin, estariam planejando um encontro para discutir questões de armamento. Essa notícia gerou especulações sobre o que esses líderes podem estar tramando nos bastidores. A Rússia busca o fornecimento de armas e munições para a guerra na Ucrânia, enquanto a Coreia do Norte está interessada em tecnologia nuclear para mísseis e outros armamentos.

A negociação entre a Rússia e a Coreia do Norte não passou despercebida pelos olhos atentos da Casa Branca. As autoridades americanas estão preocupadas com as implicações dessas conversas e prometem retaliar caso o comércio de armas se concretize. Jake Sullivan, assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, alertou que a Coreia do Norte “vai pagar um preço por isso na comunidade internacional”. A questão que paira no ar é quais tipos de armas podem ser entregues e como isso afetaria o equilíbrio de poder global.

John Kirby, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, expressou sua preocupação pelo rápido avanço das negociações entre Rússia e Coreia do Norte. Ele instou o regime comunista a “cessar” essas discussões, ressaltando que a natureza exata das entregas de armas permanece em aberto. O mundo assiste com apreensão enquanto dois atores geopolíticos importantes tecem uma teia de acordos e alianças em um tabuleiro complexo.

A incerteza do futuro: o que isso diz sobre a Rússia e o que a Coreia do Norte pode fornecer?

O fato de a Rússia buscar apoio da Coreia do Norte para fortalecer suas capacidades de defesa revela uma dinâmica interessante. Esse movimento pode envolver o fornecimento de munição para artilharia e matérias-primas para a indústria de defesa russa, abrindo um capítulo intrigante nas relações internacionais. Isso demonstra a complexidade das alianças globais e como elas podem impactar diretamente a segurança e estabilidade do mundo.

Enquanto as negociações e desenvolvimentos militares ocorrem nos bastidores, Kim Jong-un, o líder da Coreia do Norte, continua a consolidar seu poder. Recentemente, ele inspecionou o Complexo de Máquinas de Pukjung e uma importante fábrica de munições do país. Durante sua visita, Kim expressou gratidão aos trabalhadores pelo seu compromisso com as políticas de defesa nacional e desenvolvimento econômico, destacando sua posição de liderança.

Esse gesto simbólico do líder norte-coreano enfatiza a importância estratégica da defesa nacional e da indústria de munições para o país. Essa determinação também pode ser vista como uma resposta à pressão internacional e às negociações em curso.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR