A FSRU que irá abastecer as térmicas no Porto do Açú foi batizada hoje na Coréia

BW MAGNA gna açú porto do açú FRSU
 

Com capacidade para regaseicar 21 milhões, a unidade chegará ao Brasil em 2021 para abastecer as termoelétricas GNA Açu I e II no Porto do Açú

A GNA AÇÚ, no Porto do Açú,  Atingiu mais um grande marco! Hoje, 31/1, a FSRU – Unidade Flutuante de Regaseificação, que irá abastecer as termoelétricas do empreendimento , foi formalmente batizada como BW MAGNA.  A cerimônia de batismo aconteceu na Coréia do Sul, onde a embarcação foi construída, e contou com a presença de representantes da diretoria da GNA, sócios e outros parceiros estratégicos.

A FRSU chegará ao Brasil em 2020 e, quando instalada no Porto do Açu, será capaz de regaseificar 21 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

Curiosidade: O nome escolhido para a embarcação, MAGNA, vem do Latim e significa “Grandioso”, tal qual o nosso projeto, que adicionará 3 GW de energia segura para o país!

Com capacidade para regaseicar 21 milhões de m³/d e armazenar 174 mil m³/d de gás, o terminal terá como principais consumidores as termelétricas GNA Açu I e II, cuja capacidade total instalada será de 3 GW. As UTEs começarão a operar no complexo portuário e industrial entre os anos de
2021 e 2023.

Gostaria de tentar um das oportunidades na GNA Açú?

A Gás Natural Açú tem um portal próprio de recrutamento onde todas as vagas de emprego são expostas, nela há à possibilidade de estarem se candidatando em cargos que estão dentro de sus atribuições.

Na verdade, ela chegou até mesmo fazer um pronunciamento oficial e ficamos sabendo de fontes seguras, que agora em 2019, antes do segundo semestre,  ela vai começar a contratar em massa novamente para as obras da GNA II. Cliquem aqui para saber mais a respeito.

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás em operações de completação, perfuração e produção em empresas em parceria com grandes empresas multinacionais do setor.