Wilson Sons divulga balanço positivo para o ano de 2018

Boas previsões para 2019 na Wilson Sons
 

Números positivos em 2018 animam ainda mais a empresa para 2019, que terá também além das docagens e construções, uma obra de conversão.

O Estaleiro Wilson Sons, localizado no Guarujá (SP), divulgou seu balanço de 2018, O resultado foi muito positivo, a empresa chegou ao fim de 2018 com um crescimento de 41% no número de docagens em relação ao ano passado. Foram realizadas 24 operações para 6 clientes diferentes. A expectativa para 2019 não poderia ser melhor, o ano ainda não chegou ao fim e a Wilson Sons já tem 20 docagens confirmadas para 2019, para clientes diversos, tais como, Wilson Sons Rebocadores, SAAM SMIT e Wilson Sons Ultratug Offshore.

Segundo declarou seu diretor-executivo, Adalberto Souza, “Temos ciência das dificuldades que o mercado ainda enfrenta, mas estamos nos preparando para a retomada do setor, com a recuperação econômica do Brasil. Estamos prontos para atender à demanda, pois temos a melhor infraestrutura, excelentes práticas de segurança e uma localização privilegiada”.

Este ano ficou marcado também na história da Wilson Sons devido a docagem do maior navio já recebido em suas instalações, com 99,66 de comprimento e 18,0 metros de boca, o oil tanker M.T. Amalthia, com atuação em Santos (SP) desde 2011, como navio fornecedor de combustíveis e alugado para a Transpetro. Um dos grandes desafios desta ação, foi exatamente o curto período e as grandes dimensões da embarcação.

Construção e Conversão para 2019

A carteira de encomendas para 2019 contempla ainda a conversão de um PSV (embarcação de apoio a plataforma) em SDSV (Embarcação de apoio a mergulho raso) para a Wilson Sons Ultratug Offshore e a construção de um rebocador para a Wilson Sons Rebocadores. No ano passado, a empresa entregou três navios deste tipo, dois deles para a SAAM SMIT (SST Arara e SST Aranã) e um para a Wilson Sons Rebocadores (WS Sirius).

“Este ano, entregamos o rebocador mais potente da costa brasileira, o WS Sirius, com tração estática de até 90 toneladas. Foi um marco, a 90ª embarcação construída com projeto da Damen Shipyards. Em 2019, vamos entregar mais um desta série de escort tugs, também para a Wilson Sons Rebocadores”, concluiu o diretor Executivo Adalberto Souza.

Construção naval terá 2,54 bilhões de reais do Fundo da Marinha Mercante !

The following two tabs change content below.
Renato Oliveira

Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships