Início TotalEnergies fecha acordo com companhia indiana Adani Enterprises Limited (AEL) para investimentos na produção de hidrogênio verde

TotalEnergies fecha acordo com companhia indiana Adani Enterprises Limited (AEL) para investimentos na produção de hidrogênio verde

15 de junho de 2022 às 18:37
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A TotalEnergies acaba de avançar na busca pelo mercado de baixo carbono e irá investir na produção de hidrogênio verde após contrato assinado com a AEL para compra de 25% de participação na ANIL, visando diversificar sua cadeia produtiva de combustíveis.
Foto: Republic World

A TotalEnergies acaba de avançar na busca pelo mercado de baixo carbono e irá investir na produção de hidrogênio verde após contrato assinado com a AEL para compra de 25% de participação na ANIL, visando diversificar sua cadeia produtiva de combustíveis.

A companhia TotalEnergies anunciou na última terça-feira, (14/06), um novo empreendimento no ramo de produção energética. Trata-se da aquisição de 25% de participação na Adani New Industries Limited (ANIL), após um acordo firmado com a companhia indiana Adani Enterprises Limited (AEL). Assim, a empresa energética irá investir na produção de hidrogênio verde em busca de um mercado de baixo carbono ao longo dos próximos anos com o novo empreendimento.

TotalEnergies adquire participação de 25% da ANIL para focar em mercado de produção de hidrogênio verde após contrato firmado com companhia indiana AEL 

O mais recente acordo celebrado com a companhia indiana AEL agora coloca a TotalEnergies em uma nova rota no mercado internacional de energia, a de produção de hidrogênio verde, a nova aposta do setor para a descarbonização das indústrias no futuro.

Artigos recomendados

Assim, a empresa comprou um total de 25% de participação da ANIL, uma plataforma focada exclusivamente na produção do recurso no território indiano, com foco na comercialização com outros países no mercado internacional. 

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Além disso, a AEL destacou que a ANIL terá como meta uma produção de um milhão de toneladas métricas do vetor energético por ano (Mtpa) até 2030, com foco no mercado de energia renovável internacional.

Para o início do plano de produção de hidrogênio verde, a companhia irá desenvolver um projeto para produzir 1,3 Mtpa de ureia derivada de hidrogênio verde para o mercado interno indiano, em substituição às atuais importações de ureia. Para isso, serão investidos mais de US$ 5 bilhões ao longo dos próximos anos. 

E, com a chegada da TotalEnergies na ANIL, os investimentos junto da AEL para o projeto poderão ser ainda maiores. Assim, o presidente e CEO da TotalEnergies, Patrick Pouyanné, comemorou: “A entrada da TotalEnergies na ANIL é um marco importante na implementação de nossa estratégia de hidrogênio de baixo carbono. Onde queremos não apenas descarbonizar o hidrogênio usado em nossas refinarias europeias até 2030, mas também para ser pioneira na produção em massa de hidrogênio verde para atender à demanda, já que o mercado decolará até o final desta década”.

Parceria entre as companhias será essencial para garantir maior eficiência no projeto de produção de hidrogênio verde desenvolvido pela ANIL

Com a parceria firmada entre as empresas, a AEL poderá contribuir com a empresa energética para garantir mais informações sobre o mercado indiano, além dos conhecimentos em operação e gerenciamento de projetos na região.

Já a TotalEnergies irá contribuir com sua experiência em tecnologias renováveis e projetos industriais de grande escala e solidez financeira, permitindo que a ANIL reduza seu custo de financiamento. Assim, os projetos de produção de hidrogênio verde conseguirão ser realizados com muito mais eficiência. 

Ademais, a petroleira também ressaltou que o acordo possibilitará um novo rumo para as operações da TotalEnergies e da AEL na região. Já que as operações na Índia que incluem terminais de GNL, negócios de serviços públicos de gás, geração de energia renovável e agora produção de hidrogênio verde, poderão ser expandidas nos próximos anos.

Por fim, o papel da parceria será de extrema importância para a transição energética que o mercado internacional está buscando nos últimos anos. 

A TotalEnergies e a AEL iniciaram suas parcerias no ano de 2018, com foco na produção de gás natural, e agora expandem os rumos para o mercado de combustíveis visando um novo mercado que vem crescendo cada vez mais entre os países, o de hidrogênio verde.

Relacionados
Mais recentes