Siemens assina acordo para fabricação de equipamentos em parque eólico do RN


Siemens assina acordo para fabricação de equipamentos em parque eólico do RN de energia renovável

Parceria firmada pelas empresas Siemens e Casa dos Ventos Energias Renováveis para projetos de transformação digital em parque eólico do RN

Nesta segunda-feira (03), o presidente da Siemens no Brasil, André Clark Juliano, assinou um acordo com o CEO da companhia Casa dos Ventos Energias Renováveis, Mario Araripe, que permitirá o fornecimento de equipamentos que conectarão digitalmente os principais ativos do parque eólico Rio dos Ventos II, localizado no Rio Grande do Norte. Veja também que energia renovável é armazenada com método inovador.

Você também pode conferir

O Memorando de Entendimento, assinado pelos representantes das empresas, coloca a Siemens à frente no universo da transformação digital para a gestão de ativos de energia no país.

“Hoje assinamos um importante acordo para nosso país com um parceiro de peso, a Casa dos Ventos Energias Renováveis, que permitirá a fabricação dos primeiros transformadores digitais do Brasil”, disse o presidente da Siemens.

As duas empresas juntas também almejam desenvolver soluções inovadoras em busca de eficiência energética no setor eólico do país.

Sobre a empresa Casa dos Ventos Energias Renováveis

A Casa dos Ventos é uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil. Há mais de dez anos no mercado, é responsável pelo desenvolvimento do maior número de projetos que comercializaram energia em leilões regulados e no ambiente de contratação livre no país.

Além de ter desenvolvido aproximadamente 30% de todos os empreendimentos em implantação ou operação no país, a empresa é detentora do maior portfólio de projetos eólicos do Brasil. Os parques eólicos da companhia estão localizados no Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Bahia e Piauí.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.

Kelly Angelim

Sobre Kelly Angelim

Engenheira de Petróleo, especialista em Eficiência Energética e mestre em Engenharia Civil. Experiente na indústria petrolífera onshore; Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos