Início Royalties farão arrecadação de petróleo no Brasil crescer cerca de 80% em 2022

Royalties farão arrecadação de petróleo no Brasil crescer cerca de 80% em 2022

18 de maio de 2022 às 17:51
Compartilhe
Siga-nos no Google News
petróleo, royalties, Brasil
Fonte: Pixabay

A estimativa tem como principal base a ascensão da valorização de royalties de petróleo no Brasil nos últimos anos

A receita do Brasil com os royalties advindos da exploração de petróleo pode crescer 80% e chegar a R$ 66 bilhões em 2022. Essa é a especulação da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), unidade federal com foco em mais de 80% dos reservas de petróleo brasileiras.
A alta dos lucros do petróleo é resultado da valorização do barril de petróleo Brent e da desvalorização do real em relação ao dólar.

Segundo dados oficiais da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), até 2021 o Brasil arrecadou o valor de aproximadamente R$ 36 bilhões em recursos oriundos do petróleo.
As previsões feitas pela gestão de petróleo, gás da Firjan também olham para o atual nível de crescimento da produção de petróleo no país.
Thiago Vlaejo, coordenador da Divisão de Conteúdo Estratégico de Gestão de Petróleo da entidade, explica que a capacidade de recursos pode ser ainda maior, pois não considera a participação especial, paga por exploração direta de campos de alta rentabilidade, com base na capacidade de produção.

Artigos recomendados

“São serviços que estão sendo distribuídos para as três esferas de governo, a União, os estados e os municípios. Se olharmos bem, quanto mais estados e municípios arrecadarem recursos, mais eles poderão investir em áreas estratégicas, como a educação e a saúde, que trazem benefícios significativos para a comunidade”, disse Valejo.

O Rio de Janeiro, segundo a ANP, tem mais de 80% dos recursos de petróleo certificados do Brasil. Com isso, ele será o estado que mais verá os lucros do petróleo crescerem acima da média.

“Esperamos um aumento de 85% na receita de royalties no ano de 2022, ascendendo de R$ 8 bilhões para R$ 14 bilhões. O mesmo movimento de porte deve ocorrer nos municípios, principalmente de Niterói e Maricá”, comenta Valejo.

O que são os royalties

Os royalties são tarifas pagas pelas empresas de petróleo à União e ao governo estadual e municipal pelo direito de explorar o petróleo. A participação especial é uma compensação adicional e é cobrada se houver altos custos de produção ou altos lucros.
Esses valores fazem parte da chamada receita não controlada e se baseiam basicamente em três fatores, o preço do petróleo, a taxa de câmbio e a capacidade de produção.

“Dois desses 3 fatores têm comportamento excessivo: o preço do barril do petróleo e, em especial, o câmbio. O câmbio é o responsável por esse recorde de arrecadação”, disse o codiretor da CBIE.

Explicação para lucro recorde da indústria de petróleo

O preço do tanque de petróleo do Brent – símbolo internacional – voltou às cotações pré-pandêmicas de 2021 e, em outubro, atingiu a marca de US$ 85, valor inédito desde outubro de 2018, essa alta dos preços do petróleo acontecem por conta de uma retomada econômica e também pelos preços crescentes do gás natural, que aumentaram a demanda por petróleo em geradores elétricos.

Nos últimos dias, o dólar voltou a ultrapassar a barreira dos US$ 5,50, e acumulou alta de cerca de 6% ao ano em relação ao real. No ano passado, aumentou cerca de 30%. Até o início de 2019, era inferior a R$ 4.
O mercado financeiro produz atualmente uma taxa de câmbio de R$ 5,25 no final de 2021 e para 2022 em meio a incertezas políticas e financeiras, antecipação da crise eleitoral e perspectivas de desempenho econômico em declínio até 2022.

As estimativas de arrecadação anual da CBIE estimam o preço médio do barril de petróleo em US$ 70, uma taxa de câmbio média de R$ 5,20 e uma ascensão de cerca de 7% na produção de petróleo no Brasil, em uma média de US$ 3,26 milhões de barris por dia no ano de 2021.

Analistas também apontam o dólar como o principal “vilão” da alta dos preços da gasolina e do diesel no Brasil.
Levantamento realizado pelo economista da Tendências Consultoria, Walter de Vitto, aponta que, em setembro de 2018, quando o barril de petróleo estava sendo vendido por cerca de US$ 80 e o câmbio era de R$ 4,12, o preço médio do combustível por litro nas bombas era de R$ 4,64, ante R$ 6,08 em setembro de 2021. Segundo os analistas, se o dólar estivesse em R$ 4,50 hoje, o preço médio da gasolina para o consumidor no Brasil seria 10% mais barato.

Utilização dos recursos

Em comparação com o período de janeiro a julho de 2021, a arrecadação com royalties e a participação do governo representam um adicional de R$ 7 bilhões para a União e para governos estaduais e municipais.

De acordo com estudos, o orçamento da União atingiu R$ 12,54 bilhões, ante R$ 10,49 bilhões nos primeiros 7 meses de 2020. Em contrapartida, os valores passados para os estados e os municípios aumentaram cerca de R$ 2,4 bilhões, para R$ 11,35 bilhões e R$ 8,07 bilhões, respectivamente.

A arrecadação de royalties recorde no Brasil em um contexto de alta dos preços dos combustíveis no Brasil aos consumidores e a inflação em curso levanta a possibilidade de um debate público sobre o uso de recursos advindos da exploração de petróleo.

“Infelizmente, nos últimos anos, tanto a União quanto os estados e municípios tiraram esse excelente dinheiro da arrecadação de royalties e não o investiram em benefício do povo. Há uma deficiência de informações para onde vai esse dinheiro”, disse o diretor da CBIE.

O especialista chega a sugerir que uma parte do valor dos royalties seja utilizado como fonte de renda para a constituição de um fundo de poupança.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes