Projeto de construção de Gasoduto entre ES e MG deverá ser assinado em fevereiro de 2020


Projeto de construção de Gasoduto entre ES e MG deverá ser assinado em fevereiro de 2020

Iniciativa entre os estados do ES e MG permitirá a criação de linha de gás com capacidade para 15 milhões de metros cúbicos por dia

2019 acabando, mas os planos para 2020 não param. Entre eles, está o planejamento estratégico conjunto entre o  Espírito Santo (ES) e Minas Gerais (MG) para o desenvolvimento econômico dos dois governos. A proposta é de construção de um gasoduto que interliga os estados, a fim de simplificar gargalos logísticos entre ambos. Veja também que após pacto entre Petrobras e Sete Brasil, montagem de navios sonda no Espírito Santo sairá do Papel

Você também pode conferir

O projeto deverá ser assinado em fevereiro de 2020, de acordo com o Plenário da Rede Tribuna, e envolve além dos governos estaduais do ES e MG, as bancadas federais, os bancos de desenvolvimento e as federações da indústria dos dois estados, visando melhorias econômicas.

Segundo Maurício Duque, presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), entre as pautas comuns, está a de criar uma linha de gás entre os dois estados com capacidade para escoamento de 15 milhões de metros cúbicos por dia, para enfrentar as dificuldades de logística.

“Temos um roteiro de agendas comuns, como as questões envolvendo ferrovia e rodovias. São pautas que envolvem os setores político e empresarial. Há também a possibilidade de um gasoduto. Já temos um mineroduto que sai de Anchieta até Minas, seria possível também um gasoduto paralelo? Os projetos estão sendo discutidos na Findes e Fiemg”, afirma Duque.

O Espírito Santo é um dos mais importantes produtores brasileiros de petróleo e gás natural do Brasil.  A distribuidora de gás natural do estado, ES Gás, iniciará suas atividades efetivamente em 2020, veja mais aqui.


Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.