Início Produção de poço no campo de Atlanta é reiniciada pela Enauta

Produção de poço no campo de Atlanta é reiniciada pela Enauta

26 de maio de 2022 às 22:07
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Enauta, Atlanta, poço
Imagem ilustrativa de plataforma de petróleo / Foto de David Mark disponível no Pixabay

A empresa de exploração de petróleo Enauta havia interrompido a produção do poço de Atlanta para realizar ajustes

A Enauta, anunciou na manhã desta terça-feira, 24, que retomou a produção no poço 7-ATL-2HP-RJS no campo de Atlanta, Bacia de Santos. Conforme informamos, a Enauta havia parado de extrair óleo do poço para reparar a linha de produção na superfície do poço.

Após essas reformas, o poço do campo de Atlanta retomou a produção de cerca de 11.500 barris de óleo diariamente, contribuindo para a produção total da empresa de até 20.100 barris de óleo por dia. A Enauta é a operadora local, com 100% de participação.

Artigos recomendados

Na segunda feira, 23, a empresa anunciou que havia concluído negociações especiais para uma possível venda de 50% de Atlanta para a empresa australiana Karoon Energy. Em nota, a operadora do poço campo de Atlanta disse que a proposta feita pela Karoon não correspondeu às suas expectativas em relação à criação de preços.

Neste ínterim, na semana passada, a ANP (Agência Nacional do Petróleo) aprovou um novo Plano de Desenvolvimento e prorrogação de contrato por mais 11 anos do poço do campo de Atlanta. “A aprovação do novo Plano de Desenvolvimento e a prorrogação do contrato permitem um aumento significativo da quantidade de petróleo que será produzida no campo de Atlanta”, prevê o CEO da Enauta, Décio Oddone.

De acordo com o conselho executivo, mais 11 anos de produção resultarão em um aumento significativo nas reservas da Enauta. Um estudo realizado pelo departamento técnico da companhia estima que a reserva 2P (comprovada e provável) aumentará em mais de 35%, dependendo da futura certificação independente.

Enauta repensa sobre venda de 50% do Campo de Atlanta para a Karoon Energy

A Enauta anunciou no domingo, 22, que deixou de vender 50% de participação no poço do Campo de Atlanta para a Karoon Energy.

Em nota, o grupo disse que o aumento dos preços do petróleo, além de reduzir os riscos da implantação do Sistema Definitivo (SD) em Atlanta, aumentou a capacidade de produção do poço de Atlanta e de capital do projeto. Além disso, as ações que visam a extensão do SPA (Sistema de Produção Antecipada), previstas para 2024, foram aprimoradas. “A venda de participação não seria lucrativa para os acionistas da Enauta. O Sistema Definitivo representa hoje a melhor oportunidade de aumento e rentabilidade no portfólio de projetos da Enauta.”

A empresa afirma que a Karoon foi notificada da não continuação da temporada de exclusividade – que vai até 31 de maio – no último sábado, 21.

Balanço realizado pela companhia

Apesar do aumento dos preços do petróleo e do gás natural no primeiro semestre deste ano, impulsionado pela Guerra da Ucrânia, a Enauta registrou prejuízo total de R$ 98,3 milhões no primeiro trimestre – prejuízo 521,5% maior em relação ao mesmo período em 2021.

Segundo a empresa, a variação cambial foi uma das responsáveis pelo efeito negativo, influenciada pela valorização do real frente ao dólar, que foi de 15% ao longo do período.
Por outro lado, o lucro total da Enauta foi de R$ 629,6 milhões, um aumento de 248,4% em relação ao primeiro trimestre do ano de 2021. Em abril deste ano, a empresa anunciou pagamentos por ações de R$ 450 milhões, a partir de 30 de maio.

Sobre a empresa

A Empresa Enauta Participações S.A. é uma empresa de exploração de petróleo. A ENAUTA é a antiga QGEP Participações S.A., renomeada em março de 2019. A empresa administra a Enauta Energia, antiga Queiroz Galvão Exploração e Produção S.A.

A ENAUTA participa de 2 blocos de extração de petróleo na fase de produção. Um dos blocos fica no jardim de Manati, no litoral da Bahia e o outro no campo de Atlanta, no litoral do Rio de Janeiro.

A empresa também possui 100% de participação em 3 blocos na região norte e 50% de participação em um bloco na bacia localizada em Santos. A ENAUTA que supervisiona esses blocos, que estão em fase de testes. A Enauta também participa de outros 13 blocos de testes, que são utilizados por outras empresas.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes