Pré-sal brasileiro demandará 19 FPSOs nos próximos 10 anos

19 fpso's
 

Estudo indica que o Pré-sal tem potencial para produzir 2,088 milhões de barris/dia e demandará 19 FPSO’s em uma década

Um estudo realizado pela PPSA, a estatal responsável pela gestão dos contratos e da parcela da União na produção, indica que cinco anos depois do início do uso do modelo de partilha de produção (leilão de Libra em 2013), o regime concentra os principais projetos do pré-sal brasileiro, com 14 áreas contratadas (quatro extensões de campos da concessão), e uma demanda estimada de 19 FPSOs para a próxima década. Nos próximos dez anos, a produção total dos campos da partilha tem potencial para alcançar 2,088 milhões de barris/dia.

Com o fim da obrigação única da Petrobras como operadora do pré-sal, outras cinco empresas diferentes lideram os projetos e a 5° rodada de partilha foi marcada por ter sido a primeira vez que a empresa não exerceu o direito de preferência em uma concorrência.

Mercado de perfuração promete ser agitado em 2019

A contratação de áreas pode movimentar o mercado de perfuração no ano que vem, pois são pelo menos, 10 áreas com uma demanda de um poço em cada, mas esse número tende a aumentar. Veja abaixo os planos de cada empresa:

  • A ExxonMobil, entrou com licenciamento no Ibama por uma campanha que pode chegar a 22 perfurações para um projeto que inclui Titã e os blocos CM-753, C-M-789, S-M-536, S-M-647, todos na região limite entre as bacias de Campos e Santos, com potenciais descobertas no pré-sal.
  • A Petrobras planeja perfurar até seis poços em Alto de Cabo Frio Central, na Bacia de Campos.
  • A Shell dará prosseguimento a investimentos exploratórios no campo de Gato do Mato, onde está licenciando cinco poços no pré-sal, dois Sul de Gato do Mato e outros três em Alto de Cabo Frio Oeste.
  • A Equinor dará prosseguimento a investimentos exploratórios no campo de Carcará, onde planeja iniciar uma sísmica com nodes, além dos planos de perfurar cinco poços na área de Norte de Carcará .

Investimentos e FPSO’s

A PPSA estima um investimento total de US$ 144 bilhões nos próximos dez anos, sendo US$ 100,8 bilhões em poços e sistemas de produção e US$ 43,2 bilhões em sistemas submarinos. Em dez anos, produção total pode alcançar 2 milhões de barris por dia de petróleo, considerando a parcela da União, de operadores e sócios.

Em relação a necessidade de FPSO’s, as quatro primeiras unidades já fazem parte do planejamento da Petrobras para o projeto de Mero, primeira área declarada comercial na partilha da produção. Mero já tem uma unidade de produção contratada e outra em processo de contratação, outras duas unidades são estimadas para os próximos anos. A demanda por FPSO’s  representará um novo ciclo de contratação de bens e serviços para projetos no Brasil e devem dar início a recuperação tão aguardada do setor.

Saiba mais sobre o que pensa o futuro presidente da Petrobras.

Candidatos: Cadastrem seus currículos conosco | Empresas: Temos Soluções Incríveis que Ajudarão em Seus Recrutamentos

Você é recrutador ou esta a frente do Recursos Humanos de uma empresas sabe como é difícil recrutar o profissional ideal para sua empresa.  Sabemos como o processo de seleção é árduo porque muitas pessoas mandam seus currículos para funções que elas não tem atribuições, sobre-carregando os servidores e as vezes, obrigado até mesmo trocar de e-mail.    

Nós temos um sistema no qual é possivel escolher seus profissionais através de filtros, e mandar um único comando personalizado para as pessoas que passaram e não passaram no processo de seleção, isso com opção ou não de revelar seus contatos. Mas se desejar pesquisar seu candidato ideal em nosso banco de dados, também é possível, temos um grande Banco de Dados qual os melhores profissionais do Brasil com a sua área desejada de atuação. Acessem o nosso PORTAL DE VAGAS E EMPRESAS AQUI e experimente nossos recursos. Garantimos que vocês não irão se arrepender.

The following two tabs change content below.
Renato Oliveira

Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships