Início Porto juntamente com a CDF desenvolvem empresa que pode faturar até R$ 2 bilhões

Porto juntamente com a CDF desenvolvem empresa que pode faturar até R$ 2 bilhões

12 de maio de 2022 às 22:10
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Porto, CDF, empresa
Fonte: Pixabay

A Porto e a CDF, Assistência e Suporte Digital, divulgaram no dia 12 a criação de uma nova empresa prestadora de serviços do setor

A aliança criada pela Porto e pela CDF, vai unir todas as operações executadas nas duas empresas, inclusive toda a área de prestação de serviços da Porto, seguradora que se tornou referência em serviços prestados aos clientes, auxiliando desde o conserto do chuveiro do cliente até o recolhimento de carros que deram algum problema na estrada. A empresa que ainda está aguardando aprovação do Cade (Conselho do Administrativo de Defesa Econômica), vai surgir como uma das maiores do país em serviços e terá um potencial de faturamento de cerca de R$ 2 bilhões por ano.

Também, a empresa terá grande parte das operações da CDF, companhia fundada em 2007 e inspirada em um modelo de prestação de serviços dos Estados Unidos. A CDF, quando criada, atraiu um fundo de private equity do BTG Pactual, que em setembro do ano passado aportou R$ 350 milhões no negócio.

Artigos recomendados

A nova empresa da CDF e da Porto está planejando também uma nova criação, a Porto Assistência e Participação, que será 80% detida pela Porto e 20% pelos acionistas da CDF.

Companhia criada pela Porto e CDF vai reunir serviços executados em ambas empresas

A nova empresa que está sendo desenvolvida pela Porto e pela CDF, vai reunir 100% dos setores que cuidavam da parte de assistência e serviços da seguradora Porto. Como destaca Marcos Loução, CEO da Porto Seguro Bank, a nova empresa terá potencial de ter Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 400 milhões anuais e lucros de R$ 1,9 bilhão. Ele ainda conclui dizendo que o mercado o qual a empresa está inserida possui bastante potencial de crescimento.

Somente a seguradora Porto proporciona, em média, por ano, 4,5 milhões de serviços de assistência. Já a CDF realiza cerca de 1,4 milhão de serviços e possui uma base de aproximadamente 9 milhões de clientes, sendo que a grande maioria destes nem possuem o conhecimento de que utilizam os serviços da CDF, visto que, muitas vezes, a CDF age em nome de empresas parceiras, como a Vivo, a Via, o Carrefour e o Magazine Luiza.

A nova empresa que está sendo preparada pela Porto e pela CDF será comandada por Eugênio Staub Filho, executivo que hoje é CEO da CDF e conta com passagens em grupos como a Gradiente e os bancos Goldman Sachs e Bank of America.

Staub está na empresa CDF desde o princípio de sua concepção. O CEO da companhia relata que a CDF atualmente age em três áreas principais que complementam as operações da seguradora Porto. As áreas que as empresas atuam em conjunto são; prestação de suporte técnico para a população, como configurar a rede de Wifi; Fazer instalação de produtos como Smart TVs e geladeiras; E, também, prestar serviços de reparos como chaveiro e manutenção de aquecedores à gás.

Qualidade dos serviços prestados pelas empresas

A Porto Assistência conta atualmente com 4.200 prestadores de serviços e 4.400 redes de carros padrão. Além disso, a empresa possui mais de 2.000 socorristas e 1.100 veículos exclusivos.

Nesta conjuntura, a empresa presta cerca de 4,5 milhões de serviços anualmente, distribuídos igualmente entre serviços automotivos e residenciais. “Temos uma capilaridade inegável, com uma ampla rede de fornecedores rápidos e eficientes em todo o país. Para clientes e segurados, nada mudou. Vamos permanecer sendo referência no trabalho, na qualidade e na fiabilidade dos produtos da Porto”, afirmou Loução.

Outra característica da seguradora Porto Assistência é o processo contínuo de renomeação para que os clientes possam sempre utilizar as ferramentas e veículos que melhor atendem às necessidades dos clientes. A empresa desenvolve equipamentos com base na experiência adquirida ao longo dos anos de atuação. Além do mais, desde 2008, os fornecedores utilizam bicicletas elétricas para prestar atendimentos. No ano de 2020, a empresa conquistou e deu início a operação do primeiro guincho elétrico do Brasil.
Atualmente, a frota conta com 50 bicicletas, uma motocicleta, 5 caminhões e 16 veículos, que em conjunto evitaram a emissão de 35,38 toneladas de CO2. A empresa possui também ampla experiência no atendimento de emergência. Por exemplo, ele foi pioneiro no projeto da utilização de uma moto aquática para resgate durante enchentes. Somente neste ano, a empresa enviou equipes para projetos especiais para atender deslizamentos e enchentes que atingiram as cidades de Minas Gerais, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro.

Relacionados
Mais recentes