PetroRio compra parte do Campo de Frade da Chevron

PetroRio compra parte do Campo de Frade da Chevron

janeiro 30, 2019 Off Por Renato Oliveira

Chevron Vende seu principal ativo e concentrará seus esforços na exploração do Pré-sal, enquanto que a PetroRio passa ater agora 70% do Campo do Frade

A brasileira PetroRio finalizou a compra de 51,74% da Chevron no campo de Frade, localizado em águas profundas da Bacia de Campos. Com a negociação a empresa passa a operar o ativo, que produz aproximadamente 20 mil barris/dia de Petróleo.
Como em outubro passado a PetroRio já havia comprado 18,26% da japonesa Inpex no campo, ela passa a ter 70% do ativo e passa a ser seu operador, a Petrobras é dona dos outros 30%.

já a multinacional americana Chevron, se concentrará nas áreas que adquiriu em 2018, seis blocos nas bacias de Campos e de Santos com potencial para descobertas no pré-sal.
Essa transação deve quadruplicar as reservas da PetroRio, em julho de 2018 a empresa declarou ter 21 milhões de barris, e agora deve passar para 84 milhões de barris. Com Frade, que produz 14 mil barris/dia a produção da companhia deve mais que dobrar, pois produz cerca de 10 mil barris/dia no campo de Polvo, na Bacia de Campos.

O crescimento da PetroRio

Segundo a ANP, a PetroRio passará a figurar entre as sete maiores produtoras do país, fato que a consolida a petroleira de origem brasileira no mercado de Óleo e Gás nacional.

O campo de frade já atingiu seu pico de produção mas o seu declínio não será acelerado e deve continuar produzindo até 2035. Uma plataforma com capacidade para armazenar 1,5 milhão de barris também fez parte do negócio.

No fim do terceiro trimestre, a PetroRio tinha um caixa de R$ 680 milhões para comprar a fatia da Chevron, o que não foi problema pois a empresa tinha um endividamento baixo, com espaço para se alavancar.
O campo de Frade esteve envolvido em polêmicas entre 2011 e 2012 que desgastou a imagem da Chevron por aqui, dois vazamentos de óleo obrigaram a petroleira a interromper a produção até julho de 2013 e hoje ele opera produzindo bem menos que os 70 mil barris/dia de antes do acidente.

Vocês viram que as estatais á serem privatizadas podem render até 20 Bilhões aos cofres do governo ? Leia aqui !