Petrobras pode voltar a contratar sondas e aquece mercado de perfuração para 2019

sonda contratada petrobras 2019
 

Onda de otimismo dos executivos invade setor de perfuração depois da noticia que a Petrobras pode contratar seis sondas no ano que vem

A Petrobras poderá contratar, até o meio do ano que vem, seis sondas marítimas e aquecer de vez o mercado de perfuração, é a previsão do vice presidente Senior da Transocean Roddie MacKenzie. Ao menos duas delas para operar na área de Libra, no pré-sal da bacia de Santos, tal otimismo, declarado durante uma conferência com analistas, se deve á vitória de Bolsonaro nas eleições presidenciais, “Ele havia se comprometido com a desregulação e a privatização de algumas das subsidiárias da Petrobras, além de garantir que manterá o calendário de licitações de blocos exploratórios”, declarou o executivo.

O que dizem as principais operadoras de sondas

Atualmente a Petrobras promove licitação para contratar sondas para os campos de Libra e Mero  para o bloco BM-S-11. A Noble Corporation que está no Brasil desde 1996,  é uma das operadoras de sondas que participa das licitações que por sinal, está confiante em novos contratos, mesmo estando ociosa no momento: “Enxergamos muitas oportunidades, no Brasil, em 2019 e principalmente em 2020. Estamos prestando bastante atenção nesse mercado”, afirmou o vice-presidente da companhia, Robert W. Eifler, em conferência com investidores.

A Rowan e a Ensco prevêem parcerias no país, visto que desde outubro passado anunciaram operação de fusão no valor de U$ 3,9 Bilhões, “Operamos no Brasil antes e temos estruturas por lá. Portanto, ainda pretendemos bidar , na região”, ressaltou o CEO da empresa, Thomas Peter Burke, durante a apresentação dos resultados do terceiro trimestre.

Já o CEO da Vantage Drilling, Ihab Toma, declarou que o aumento de atividade das novas operadoras no país trará melhoras significativas no mercado de negócios de águas profundas,“Estamos bem posicionados para aproveitar a recuperação do setor de perfuração” , disse o executivo em conferência com investidores.Clique aqui e veja o que pensa a indústria de Petróleo e Gás sobre a vitória de Bolsonaro.

The following two tabs change content below.
Renato Oliveira

Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships