Petrobras fecha escritórios para reduzir custos

Petrobras
 

Desocupação dos imóveis seriam no Brasil e no exterior, Petrobras continua focada na redução de despesas e futuras medidas não estão descartadas

Um dia depois de anunciar que desocupará, até junho, os sete andares do escritório de São Paulo, na Avenida Paulista, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, declarou em vídeo á funcionários que a companhia também está em processo de fechamento de escritórios em Nova York, África, Irã e Japão, e que a redução de custos continua como um dos focos da estatal.

Estima-se que só com o fechamento do escritório de São Paulo, R$ 100 milhões serão economizados no plano de negócios 2019/2023, visto que o imóvel é o que tem mais impacto, em relação a custos para a estatal.
A intenção, segundo o presidente, é a Petrobras reduzir custos e para isso alguns escritórios da companhia fora do Brasil serão fechados, o de Nova York já foi e os da África, Irã e Japão estão em fase de fechamento.

Outros escritórios pelo mundo

Alguns escritórios, considerados peça-chave pelo planejamento da Petrobras, não serão fechados, como os de Hoston nos EUA, o de Londres, o da Holanda e os de Cingapura e China.

O fechamento do escritório de São Paulo chegou a gerar apreensão entre os funcionários da estatal, mas conforme o presidente da companhia declarou, as 605 pessoas serão realocadas para outros lugares mais baratos.

Castello Branco complementou que, inicialmente a Petrobras não pensa em demissões, mas a implementação de programas de demissão voluntária não estão descartados e que foram feitos outros cortes de gastos, como por exemplo, a desmobilização de três veículos que ficavam à disposição da diretoria em São paulo e a aprovação de reajuste salarial zero para o presidente e diretores da companhia.

Vocês sabiam que o maior campo de petróleo do Brasil está próximo de uma marca histórica ? Leia aqui !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships