Início Petrobras destaca petróleo do pré-sal como destaque no cenário da transição energética em evento OTC 2022

Petrobras destaca petróleo do pré-sal como destaque no cenário da transição energética em evento OTC 2022

5 de maio de 2022 às 10:48
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Durante a sua participação no evento OTC 2022, a estatal Petrobras aproveitou o momento para destacar o potencial de destaque que o petróleo do pré-sal possui dentro do cenário de transição energética que o mercado global está vivenciando
Foto: © Shutterstock




Durante a sua participação no evento OTC 2022, a estatal Petrobras aproveitou o momento para destacar o potencial de destaque que o petróleo do pré-sal possui dentro do cenário de transição energética que o mercado global está vivenciando

A Petrobras aproveitou o evento Offshore Technology Conference – OTC 2022, que aconteceu nessa terça-feira, (03/05), para falar sobre o cenário atual da transição energética no mercado global. Assim, a empresa destacou o petróleo produzido em áreas de pré-sal como o grande destaque desse momento, uma vez que o material possui uma baixa emissão de carbono na atmosfera, o que não acontece na produção comum desse recurso.

Primeiro dia do OTC 2022 conta com apresentação da Petrobras sobre importância do petróleo do pré-sal para a transição energética que acontece no mercado mundial

Uma discussão cada vez mais presente em nações do mundo inteiro é a transição energética e as formas com que os países poderão torná-la uma realidade cada vez mais próxima. Assim, a estatal Petrobras aproveitou o primeiro dia do OTC 2022 para demonstrar como o petróleo do pré-sal pode ser importante no desenvolvimento dessa iniciativa. A empresa brasileira ganhou um grande destaque nos momentos iniciais do evento devido aos seus fortes argumentos em relação à matéria-prima. 

Artigos recomendados

O petróleo produzido a partir das áreas de pré-sal consegue reduzir bastante a emissão de gases poluentes como o carbono na atmosfera. Dessa forma, o incentivo à produção desse recurso é parte essencial para que a transição energética no Brasil e no mundo seja possível. A Petrobras destacou que o cenário atual da indústria do petróleo e gás já busca por alternativas que realizem uma menor emissão de carbono e que, com os investimentos corretos, o pré-sal pode se tornar a maior fonte de produção e exploração desse recurso durante os próximos anos. 

A apresentação aconteceu com a participação da ApexBrasil, da Agência Brasileira de Promoção do Comércio e Investimento, em parceria com a Petrobras, da Agência Brasileira de Pesquisa Energética (EPE), do Instituto Brasileiro do Petróleo e Gás (IBP), da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), e da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN). E, nesse encontro, foram discutidas as novas perspectivas para o futuro dos investimentos em torno da expansão da exploração do petróleo no pré-sal dentro do território nacional. 

Barril de petróleo comum tem até 70% a mais de emissão de carbono em comparação com o extraído do pré-sal, segundo a estatal

Ainda dentro da sua apresentação no evento OTC, a Petrobras aproveitou para apresentar números expressivos sobre a relevância do petróleo do pré-sal dentro da transição energética. Assim, a empresa demonstrou que a produção de apenas um barril de petróleo comum no Brasil possui até 70% a mais de emissão de carbono quando comparada com a produção da mesma quantidade do recurso extraído do pré-sal. E, com isso, o investimento nesse tipo de exploração garantirá ainda mais compromisso ambiental para o país. 

Dessa forma, o diretor de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade da Petrobras, Rafael Chaves, comentou que O futuro da indústria de óleo e gás já começou com os investimentos no pré-sal caracterizados pela menor emissão de carbono por volume produzido. Se não entregarmos um barril com óleo produzido no pré-sal, com baixa emissão, outro barril será entregue com emissão, em média, 70% maior”.

A estatal ainda comentou que o futuro da indústria mundial não apresenta uma alternativa melhor do que o petróleo para a produção de diversos produtos. E, dessa forma, a Petrobras acredita que a melhor forma que seguir com a produção de maneira mais sustentável é buscar alternativas menos agressivas ao meio ambiente, como é o caso do pré-sal na transição energética.


Relacionados
Mais recentes