Petrobras anuncia aumento de 4% do gás de cozinha nas refinarias

Gás de cozinha em queda

A Petrobras anunciou, na última sexta (22), reajuste médio de 4% para venda em botijão de 13 quilos, a vigorar a partir de hoje (25)

A Petrobras irá aumentar os preços do gás de cozinha para venda em botijão de 13 quilos, comumente utilizados por clientes residencias. A empresa ainda aumentará em 0,6% (em média) o produto para venda em grandes botijões ou a granel. Os reajustes irão elimar de vez a diferença de preços entre os dois produtos, que teve origem desde o primeiro governo Lula. Veja também: Petrobras começará a perfurar os primeiros poços da fase I do Campo de Mero.

O aumento do preço do gás para botijões de 13 quilos já o segundo seguido, após a alta média de 5% em outubro. Só em 2019, o combustível teve cinco ajustes em seu preço, acumulando alta de 4,8%.

Os novos valores começam a vigorar hoje (25) e os repasses ao consumidor final irão depender da política comercial de revenda e distribuição. Nas refinarias, o valor do combustível representa cerca de 40% do preço final do botijão, sendo o restante distribuídos em margens de lucro e impostos.

Veja também:

Segundo dados do governo, cerca de 70% do volume de gás de cozinha vendido no país, tem como destino o envase em botijões de 13 quilos, o que significa que mais da metade do que é produzido destinam-se as residências.

Em 2005 o CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) determinou que a Petrobras tinha que praticar preços diferentes para cada tipo de consumo, visando o benefício de famílias de baixa renda. Há a tentativa desta políticia, por parte de autoridades do setor energético, desde o governo Michel Temer.

Entretando, em agosto deste ano, o CNPE revogou a portaria de 2005, liberando a estatal para equalizar os preços, argumentando que a política anterior causava distorções e afastamento de investidores.

O encerramento da diferença de preços foi anunciado na mesma semana em que a Petrobras assinou contrato de venda da Liquigás, subdiária da empresa de distribuição de gás de cozinha.

Roberta Santiago

About Roberta Santiago

Engenheira de Petróleo, Pós-Graduanda em Engenharia de Comissionamento de Unidades Industriais e com vivência no exterior, possuo experiência com criação de conteúdo voltado ao setor de óleo e gás e de infraestrutura.