Petrobras agita o mercado de completação de poços

Petrobras agita o mercado de completação de poços

março 9, 2019 Off Por Renato Oliveira

Duas licitações para contratar bens e serviços de completação de poços da Petrobras dá sinais de recuperação do setor

Dentro de alguns dias, a Petrobras lançará no mercado duas licitações para contratar bens e serviços de completação de poços e a abertura das propostas comerciais está prevista para a próxima semana, mais precisamente o dia 13/03, Quarta-feira.
As licitações estavam programadas para 21 de dezembro do ano passado, mas houveram atrasos que fizeram com que as propostas fossem entregues somente agora em 2019.

Uma das licitações se refere a instalação de completação inferior utilizando-se de poço vertical, direcional ou sub-horizontal. Os trabalhos incluem ainda consultoria técnica, preparação e fornecimento de ferramentas, montagem, testes operação, inspeção e manutenção de equipamentos.
Será de escopo da contratada também a logística de equipamentos e pessoal, a partir de portos e aeroportos nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste á serem escolhidos pela Petrobras.

A Segunda concorrência é destinada à aquisição de serviços com utilização de sistemas de completação do tipo DPR (Drill Pipe Riser) com capacidade para suportar pressões de até 10 mil psi, em lâmina d’água de até 2,5 mil metros.

Atualmente, a Petrobras só tem um contrato de DPR em vigor, é da Weatherford, no valor de R$ 632 milhões, ele foi iniciado em 2015 e tem previsão de fim em maio do ano que vem.

Atuais Contratos de Completação

A Petrobras tem hoje pelo menos seis contratos de completação inferior vigentes. Dois em posse da Halliburton, sendo um no valor de US$ 2,4 milhões e término previsto para julho e outro, de R$ 12,8 milhões, finalizando em dezembro.
Mais dois contratos, válidos até 2021, estão com a Superior Energy: um global no valor de US$ 11 milhões e outro relacionado ao bloco BM-S-11, onde está o campo de Lula (US$ 4,2 milhões).

Os dois últimos contratos são da BHGE, que responde por um contrato de R$ 2 milhões, com término previsto para outubro, e da Weatherford com um contrato de US$ 5,8 milhões com término em 2021.

A Weatherford, por sinal, assinou em novembro do ano passado, um contrato de quatro anos, com opção de extensão de um ano, para fornecimento de sistemas de intervenção de drill pipe risers (DPR) e outros serviços com a Petrobras.

Leilão da cessão onerosa criará muitas vagas no setor de Óleo e Gás ! Entenda porque aqui !