OPEP fará de tudo para petróleo subir de preço

acordo da OPEP de redução de produção

Queda de preço do Petróleo faz com que, mesmo antes da implementação do acordo de redução da produção, OPEP já planeje extensão do prazo com seus parceiros

O corte na produção de petróleo, conforme acordo sugerido pela Opep (Organização dos Países exportadores de Petróleo), não chegou nem a ser implementado e a queda drástica no preço, já fez com que um novo acordo, desta vez de extensão do prazo, fosse costurado entre os países membros. Autoridades de Iraque, Kuwait e Emirados Árabes Unidos concordou com a expectativa da Arábia Saudita de prolongar o tempo do acordo por mais seis meses e obtiveram a anuência da Rússia e de outros países que não integram a Opep.

Segundo o Ministro da Energia dos Emirados Árabes e presidente da OPEP, Suhail Mohammed Al Mazrouei, um corte de 1,2 milhão de barris por dia eliminará o excesso de estoques já no primeiro semestre, mas não descartou que outras medidas possam a ser discutidas, se só isso não for o suficiente. “Os cortes planejados foram cuidadosamente estudados, mas se não funcionarem, nós sempre teremos a opção de convocar uma reunião extraordinária da Opep, como já o fizemos no passado”, disse ele.
Uma prorrogação de mais seis meses poderia ser a saída, segundo ele, mas também cogita-se mais cortes enquanto se fizer necessário até atingir um equilíbrio.

A queda

No dia 7 de dezembro, a Opep e seus parceiros surpreenderam o mercado com o anúncio do tamanho do corte da produção, mas isso não foi o suficiente, a cotação do petróleo no mercado internacional teve a sua maior queda semanal desde 2016. Sendo assim, veio a preocupação, que com o enfraquecimento do crescimento econômico e com o aumento da produção petrolífera dos EUA, acontecerá mesmo um excesso de oferta no ano que vem, o que anularia os esforços da OPEP para elevar os preços do barril.

O preço do barril do tipo Brent foi negociado abaixo dos US$ 54, menor cotação desde setembro de 2017 e os contratos futuros na cadeia petrolífera caíram 11% na semana passada em Nova York. Com apenas cerca de uma semana até o final de 2018, o WTI permanece em queda de cerca de 25% no ano enquanto o Brent caiu cerca de 20% no ano. Os ministros da energia de Iraque, Emirados Árabes e Argélia demonstraram total apoio á Opep e reforçaram o compromisso assumido junto a OPEP no sentido de cortes na produção.

A Tecvix lidera licitação da Petrobras a frente de gigantes do mercado de manutenção offshore! saiba tudo agora !

Curso de Salvatagem + HUET

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)