Os Estaleiros Nacionais e o pesadelo das novas regras do Conteúdo Local

estaleiros nacionais preocupados
 

Limitados ao baixo conteúdo local, restam aos estaleiros nacionais a construção de Módulos

O baixo índice de Conteúdo Local previsto para as novas contratações de FPSO’s da Petrobras, impactará negativamente nos estaleiros nacionais que não terão demanda para suprir suas capacidades instaladas, ou seja, espera-se um volume menor de obras, se compararmos com as últimas obras encomendadas e realizadas no país. O último lote de FPSO’s afretados tiveram uma média de 5 a 6 módulos fabricados no país, além da integração dos mesmos realizada na brasfels em Angra dos Reis e no Brasa em Niterói, no Rio de Janeiro. Se compararmos com os FPSO’s próprios da Petrobras, os números são ainda piores, nos casos das 6 replicantes (P-66 a P-71) e dos 4 da cessão onerosa, os módulos foram encomendados aqui, bem como a construção/conversão do casco, mas as obras acabaram parando na China depois dos escândalos de corrupção denunciados pela lava jato.

Módulos contratados

A Modec tem contrato com a Petrobras para a construção de 2 FPSO’s, para os campos de Mero 1 (Guanabara) e Sépia (Carioca), porém especula-se que o plano da Modec é montar os módulos aqui e fazer a integração na Ásia, o que garantiria um percentual de conteúdo local abaixo do contratado com a Petrobras. Em relação a FPSO Guanabara, apenas a montagem do skid do módulo de tratamento de água será feito por aqui. Segundo a Petrobras, o processo construtivo é de responsabilidade da contratada, bem como quais serão os módulos a serem construídos no país e que se deve obedecer os percentuais de conteúdo local acordados e que em caso contrário haverá o pagamento de multa.

No caso do FPSO carioca, os skids de recuperação de vapor e do sistema do flare serão fabricados e integrados no Brasfels, envolvendo um contrato de U$ 70 Milhões, porém seu conteúdo local deve ficar abaixo  do contrato com a cessão onerosa. A Modec declarou que está acostumada a trabalhar com fornecedores locais e que respeitará os índices de nacionalização estipulados em contrato.

FPSO’s de Búzios e Mero 2 com conteúdo nacional mais alto

A Exmar, provável vencedora da licitação para construir o FPSO de Búzios V, fez duas propostas á Petrobras, uma com conteúdo local reduzido e outro ampliado, como a proposta mais alta teria ficado dentro do orçamento da Petrobras, espera-se que 5 módulos sejam feitos no país, mas o local da integração ficará á cargo da Exmar, que por sinal, contratou a francesa Doris para a tocar a Engenharia do projeto.

A FPSO de Mero 2 ainda está em licitação, mas deve ser mantido o mesmo procedimento de Búzios V, com as ofertas contemplando dois cenários de conteúdo local, já os FPSO’s para Parque das Baleias e Marlim 1 e 2 estão em processo de licitação, mas preocupam pelo fato de estarem em ativos nos quais a Petrobras ainda não decidiu sobre o índice de conteúdo local nos contratos de concessões. A Petrobras declarou que “as plataformas poderão ter parte de sua construção realizada em estaleiros nacionais, considerando os compromissos competitivos que viabilizem a produção segundo o cronograma”.

Clique aqui e veja mais notícias sobre a crise na indústria naval.

Candidatos: Cadastrem seus currículos conosco | Empresas: Temos Soluções Incríveis que Ajudarão em Seus Recrutamentos

Você é recrutador ou esta a frente do Recursos Humanos de uma empresas sabe como é difícil recrutar o profissional ideal para sua empresa.  Sabemos como o processo de seleção é árduo porque muitas pessoas mandam seus currículos para funções que elas não tem atribuições, sobre-carregando os servidores e as vezes, obrigado até mesmo trocar de e-mail.    

Nós temos um sistema no qual é possivel escolher seus profissionais através de filtros, e mandar um único comando personalizado para as pessoas que passaram e não passaram no processo de seleção, isso com opção ou não de revelar seus contatos. Mas se desejar pesquisar seu candidato ideal em nosso banco de dados, também é possível, temos um grande Banco de Dados qual os melhores profissionais do Brasil com a sua área desejada de atuação. Acessem o nosso PORTAL DE VAGAS E EMPRESAS AQUI e experimente nossos recursos. Garantimos que vocês não irão se arrepender.

The following two tabs change content below.
Renato Oliveira

Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships