Novas regras de segurança offshore gerarão mais empregos

De Nadai busca Técnico de Segurança do Trabalho offshore

Normas de segurança offshore previstas pela NR 37 deverão criar novos empregos com os ajustes das petroleiras

A NR 37, que trata sobre segurança e saúde em plataformas de petróleo, fez adição de novas regras de segurança offshore e com isso, devem aumentar as vagas de emprego para profissionais de segurança, saúde e assessoria jurídica. Veja também: Trump acusa o Brasil e Argentina de estarem prejudicando fazendeiros americanos e retalia taxando aço e alumínio.

Os profissionais que devem ser contratados terão papel importante para evitar multas e possíveis paralisações das atividades do setor de óleo e gás. Eles serão responsáveis em introduzir a nova norma e farão com que as empresas adaptem suas condições de trabalho nas plataformas.

Veja também:

Com a adição das novas normas e com os novos requisitos mínimos de segurança, saúde e condições de trabalho, o aumento dos custos para assegurar seu cumprimento será considerável. O prazo para que entrem em vigor foi estabelecido para o final de 2019.

As novas regras se aplicarão também as contratadas, e não somente as operadoras das instalações, o que torna desafiador, todas elas garantirem as conformidades das operações.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), até o começo de outubro, o Brasil tinha 141 plataformas marítimas em funcionamento, operadas por oito diferentes companhias.

Algumas das alterações previstas nas normas serão: adição de novos procedimentos para execução de serviços envolvendo materiais radioativos, mudança em alguns requisitos mínimos sobre capacitação dos empregados, condições de vivência, equipamentos e EPIs, alterações em caldeiras, vasos de pressão e tubulações, dentre outros.

O MPT (Ministério Público do Trabalho) é que será o órgão responsável por fiscalizar o cumprimentos das novas regras de segurança offshore. Além dele, a ANP, Marinha, Ibama, Anvisa e autoridades trabalhistas competentes, também irão fiscalizar se elas estão sendo cumpridas.

Roberta Santiago

About Roberta Santiago

Engenheira de Petróleo, Pós-Graduanda em Engenharia de Comissionamento de Unidades Industriais e com vivência no exterior, possuo experiência com criação de conteúdo voltado ao setor de óleo e gás e de infraestrutura.