1. Início
  2. / Automotivo
  3. / Nova Yamaha JOG 125 chega ao mercado fazendo 50 km com apenas 1 litro e custa menos de R$ 9 mil
Tempo de leitura 3 min de leitura Comentários 0 comentários

Nova Yamaha JOG 125 chega ao mercado fazendo 50 km com apenas 1 litro e custa menos de R$ 9 mil

Escrito por Valdemar Medeiros
Publicado em 04/03/2024 às 18:05
Nova Yamaha JOG 125 chega ao mercado fazendo 50 km com apenas 1 litro e custa menos de R$ 9 mil
Foto: Dall-e

Nova moto da Yamaha chega ao mercado japonês por menos de R$ 9 mil (conversão direta). A nova moto econômica Yamaha JOG 125 entrega mais de 50 km com apenas 1 L de combustível.

A Yamaha Jog 125 2024 foi oficialmente apresentada pela empresa no mercado japonês. Para esta nova temporada, a moto econômica segue com a mesma base, contudo, ganhou novas opções de cores. A nova moto da Yamaha traz a nostalgia do famoso nome que já esteve presente no Brasil com a simpática Jog 50 em décadas passadas.

Nova moto econômica Yamaha Jog 125 faz 51,9 km/l

Trata-se de uma cinquentinha de 2 tempos dos anos 90. Entretanto, a moto da Yamaha atual 125 traz  apenas o nome como semelhança, visto que a pequena moto econômica oferta um pacote mais moderno. O

preço da Yamaha JOG 125 2024 é de 264 mil ienes, o que é equivalente a cerca de R$ 8,6 mil em conversão direta. Não há expectativa sobre a chegada da nova moto da Yamaha ao Brasil. Atualmente, a marca oferece uma linha interessante de scooters com os modelos Neo 125, NMax, Fluo e XMax.

A nova moto econômica da Yamaha conta com o mesmo visual visto no último ano no mercado japonês. As novas tonalidades da Yamaha JOG 124 são azul claro e vermelho, além de manter também as opções branco e preto.

Comercializada no Japão como uma scooter simples e acessível, de fácil pilotagem, a nova moto da Yamaha conta com motor monocilíndrico de 124 cc, que entrega 8,3 cavalos de potência e 1,00 kgfm de torque a 5 mil rpm. Com apenas 95 kg de peso e altura do assento de 735 mm, a Yamaha JOG 125 atrai, principalmente pela economia que oferece com consumo médio de 51,9 km/l, segundo índice WMTC.

Quando a moto econômica chegará ao mercado?

Ao rodar em velocidade constante de 60 km/h, a nova moto da Yamaha pode chegar até 57,7 km/l, de acordo com dados da fabricante japonesa.

Com seu tanque de 4 litros, a autonomia estimada da nova Yamaha JOG 125 é de mais de 200 km. Além disso, conta com baú embaixo do assento de 21,3 litros e o sistema de frenagem é do tipo combinado (UBS). Produzido pela Yamaha em Taiwan, a scooter chega ao Japão em 19 de março.

Além da Yamaha JOG 125, a marca vem concentrando seus esforços em scooters com design mais retrô. A prova disso é a Yamaha Vino 2024, lançada em fevereiro no Japão.

No japão, a moto econômica está disponível por 214.500 ienes, o que corresponde a cerca de R$ 7,2 mil em conversão direta e sem impostos. O motor de 49cc rende 4,5 cavalos a 8 mil rpm e 0,42 kgfm de torque. A nova moto da Yamaha possui um consumo médio de 58,4 km/l, isto é, cerca de 60 km para apenas 1 litro de gasolina.

Yamaha também inova no setor de bicicletas elétricas

Em fevereiro a Yamaha se uniu à empresa sueca Husqvarna para lançar uma nova bicicleta elétrica versátil com capacidade de rodar tanto nas grandes cidades quanto em terrenos mais acidentados. O modelo, que recebeu o nome de Grand Pather 2024 ainda conta com tecnologia para deixar o usuário concentrado em apenas pedalar. 

O modelo foi descrito como a bicicleta elétrica de turismo mais adaptável e inovadora, ideal tanto para pedalar até o trabalho quanto para enfrentar terrenos complexos. A nova linha da bicicleta elétrica da Yamaha conta com três versões, sendo elas GP6, GP5 e GP4, cada uma com um quadro mais baixo ou alto, cabeamento e ajustes personalizáveis diferentes. 

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Valdemar Medeiros

Jornalista em formação, especialista na criação de conteúdos com foco em ações de SEO. Escreve sobre Indústria Automotiva, Energias Renováveis e Ciência e Tecnologia

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x