Nova tecnologia transforma o corpo inteiro em um carregador sem fio e promete mudar o mundo da energia

Flavia Marinho
por
-
18-06-2021 10:22:54
em Energia Renovável
carregador sem fio - preço - energia - smartwatch - wireless

Uma tecnologia inventada por pesquisadores da Universidade Nacional de Singapura pode transformar o seu corpo inteiro em um carregador sem fio

Pesquisadores da Universidade Nacional de Cingapura (NUS) desenvolveram uma tecnologia que permite que um único dispositivo, como um telefone celular colocado no bolso, energize, sem fio, outros dispositivos vestíveis no corpo de um usuário, usando o corpo humano como meio de transmissão de energia, tornando-o um carregador sem fio.

Leia também

O novo sistema permite uma única fonte de energia, que é totalmente carregada, para alimentar até 10 dispositivos vestíveis no corpo, por uma duração de mais de 10 horas. Ele também pode colher energia não usused de eletrônicos em um ambiente típico de casa ou escritório para alimentar os wearables.

“As baterias estão entre os componentes mais caros em dispositivos vestíveis, e adicionam volume ao design. Nosso sistema único tem o potencial de omitir a necessidade de baterias, permitindo assim que os fabricantes miniaturizem os aparelhos e reduzam significativamente o custo de produção”, disse Jerald Yoo, Professor Associado do Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da NUS.

“Mais emocionante, sem as restrições das baterias, nosso desenvolvimento pode permitir a próxima geração de aplicações vestíveis, como patches ECG, acessórios de jogos e diagnósticos remotos”, acrescentou Yoo.

Tecnologia transforma o corpo em um carregador sem fio

A equipe da NUS projetou um sistema receptor e transmissor que usa o próprio obstáculo na alimentação sem fio — o corpo humano — como um meio para transmissão de energia e colheita de energia. Cada receptor e transmissor contém um chip, que é usado como trampolim para estender a cobertura sobre todo o corpo.

Um usuário só precisa colocar o transmissor em uma única fonte de energia, como o smartwatch no pulso de um usuário, enquanto vários receptores podem ser colocados em qualquer lugar do corpo da pessoa. O sistema, então, aproveita a energia da fonte para alimentar vários wearables no corpo do usuário, através de um processo chamado de transmissão de energia acoplada ao corpo.

Desta forma, o usuário só precisará carregar um dispositivo, e o resto dos aparelhos que são usados podem ser simultaneamente alimentados a partir dessa única fonte.

As descobertas foram publicadas na revista Nature Electronics.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.