Multinacional francesa vai instalar centro de operações de energia renovável no RN


Multinacional francesa vai instalar centro de operações de energia renovável no RN

A empresa Voltalia confirmou instalação do centro de operações para projetos de energia renovável em Mossoró, no Rio Grande do Norte

O diretor executivo do grupo Voltalia no Brasil, Robert Klein, durante encontro com a governadora do RN, Fátima Bezerra, para tratar dos planos de mais investimentos no setor de energia renovável no estado, anunciou a instalação de um centro de operações de turbinas eólicas. A informação foi dada no último dia 07/02, no escritório da multinacional no Rio de Janeiro. Veja também que a Siemens assina acordo para fabricação de equipamentos em parque eólico do RN.

Você também pode conferir

Com sede na França, a Voltalia é um grupo internacional referência no setor de energia renovável e está presente em 18 países de 4 continentes, sendo capaz de atuar em todo o mundo em nome de seus clientes.

Atualmente, a multinacional segue com planos de expansão das atividades de energia renovável no RN, principalmente no setor eólico, e pretende investir mais R$ 1 bilhão com novas unidades, incluindo a instalação desta nova sede operacional no município de Mossoró.

O grupo francês já atua no ramo de energia renovável no RN desde 2007 e detém um portfólio com 16 parques eólicos instalados no estado e outros nove em construção. Além disso, a empresa já indicou ter intenção para desenvolver também projetos de geração de energia solar em terras potiguares.

O estado do Rio Grande do Norte é referência nacional em energia renovável, especialmente energia eólica, possuindo um total de 152 parques em operação, com 1500 turbinas capazes de gerar 4 gigawatts. Esse volume representa 30% da capacidade de produção de energia eólica no país.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.

Kelly Angelim

Sobre Kelly Angelim

Engenheira de Petróleo, especialista em Eficiência Energética e mestre em Engenharia Civil. Experiente na indústria petrolífera onshore; Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos