Início Mercado Livre anuncia que abrirá 8.500 novas vagas de emprego até o fim deste ano

Mercado Livre anuncia que abrirá 8.500 novas vagas de emprego até o fim deste ano

9 de setembro de 2021 às 13:57
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Mercado Livre – emprego – vagas de emprego
Mercado Livre/ Fonte: Vegan Business

As novas vagas de emprego do Mercado Livre serão para os próximos quatro meses para fazer frente à forte demanda de vendas

Em entrevista concedida ao site InfoMoney, o vice-presidente sênior (SVP) do Mercado Livre no Brasil, Fernando Yunes disse que a empresa de e-commerce irá contratar 8.500 pessoas nos próximos quatro meses para fazer frente à forte demanda. A explosão das vendas on-line gerada pela pandemia de coronavírus não arrefeceu em 2021, diante da reabertura da economia com a vacinação. Veja ainda esta notícia: Mercado Livre oferta 1.000 vagas de emprego em seu novo centro de distribuição em SC

Geração de novos postos de trabalho e crescimento do e-commerce

Fernando Yunes disse na live do InfoMoney que o e-commerce ainda tem 10,5%-11% de penetração no varejo total no Brasil. Ainda é baixo. “A gente saiu de 5% no início da pandemia e tivemos um salto rápido para 11%, como se todas as pessoas e as empresas fossem forçadas na marra [a comprar/vender online]. É como se a gente tivesse pego o ano de 2030 e puxado para 2020”, diz o executivo.

“O número de usuários, tanto na ponta de clientes quanto na ponta de vendedores, aumentou violentamente e isso levou a penetração do e-commerce no Brasil de 5% para 10%. Este ano está em 11%. A média do mundo é 18%. Os Estados Unidos estão em 25%. A China está em 40%. (..) O número de empresas que ainda não entraram no marketplace ainda é grande. (…) E ainda tem muito usuário [de internet] que não é comprador de e-commerce. A gente segue otimista. Só até o final deste ano, a gente vai contratar 6.000 funcionários próprios e 2.500 terceiros. São 8.500 novos empregos em quatro meses. É o que mostra nosso compromisso e confiança com o que vem pela frente”, completou.

Novos vendedores na plataforma do Mercado Livre

Yunes destacou que a entrada de novos vendedores na plataforma do Mercado Livre já foi forte no segundo trimestre e continua nesse ritmo, tanto para empresas pequenas quanto para grandes marcas. Além disso, o executivo comentou que o grupo está sempre de olho em atender novos segmentos, como a recém-lançada operação de supermercados.

O executivo citou os investimentos que têm sido feitos pelo Mercado Livre no país. “Começamos o ano com três centros de distribuição e vamos encerrar com oito ou mais CDs, talvez a gente até anuncie algo a mais até o final do ano”, disse. Yunes ressaltou algumas vantagens competitivas do ML sobre a concorrência, como o serviço de entrega no mesmo dia para muitos CEPs.

Confira ainda esta notícia: Mercado Livre irá investir R$ 4 bilhões e criará 5 MIL empregos no estado de São Paulo

O Governador do estado de São Paulo, João Doria, anunciou recentemente uma parceria com o Mercado Livre. A empresa, que oferece soluções de comércio eletrônico, anunciou que irá investir cerca de R$ 4 bilhões no estado. O aporte trata-se do maior ao longo do mesmo ano desde o início da atual gestão, com estimativa de 5 mil novos empregos até o fim deste ano.

A companhia que oferece soluções de comércio eletrônico para que as pessoas possam comprar vender, anunciar, pagar e enviar produtos pela internet, realizará um investimento de R$ 4 bilhões e irá gerar 5 mil empregos no estado de São Paulo até o final deste ano. O anúncio foi feito durante um evento no município de Cajamar, em um dos pontos de operação do Mercado Livre.

O Mercado Livre havia anunciado anteriormente um aporte de R$ 10 bilhões no Brasil no início deste ano de 2021, e agora revelou que o destino de parte dessa quantia será o estado de São Paulo. A distribuição dos 5 mil empregos disponíveis em São Paulo será da seguinte forma: 4,1 mil serão para logística, 450 vagas serão para profissionais em times de tecnologia da empresa e 450 vagas irão para outras áreas do Mercado Livre.

A parceria entre o governo do estado de São Paulo e o Mercado livre ainda vai buscar a qualificação de profissionais, empreendedores e jovens estudantes entre 17 e 24 anos nas regiões de Cajamar, Osasco, Sorocaba e Louveira – locais onde o Mercado Livre possui operação, além de regiões em que o Centro Paula Souza (CPS) está presente. O acordo entre o Mercado Livre e o estado de São Paulo prevê a oferta de cursos nas áreas de vendas, logística e tecnologia. A empresa ainda vai oferecer descontos para participantes do Empreenda Rápido, programa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado e Sebrae-SP. No ano passado, o Mercado Livre ajudou a formalizar mais de 66 mil empresas que iniciaram suas vendas na plataforma.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes