McDermott começa obra Rota 3 do Comperj

McDermott
 

Trecho marinho que interligará a UPGN do Comperj ao Pré-sal terá seu último trecho instalado em jaconé, Maricá (RJ) e envolve contrato entre Petrobras e McDermott de R$ 265 milhões

A praia de Jaconé, em Maricá, receberá na próxima terça-feira (19/03), o furo piloto (obra da Mcdermott) para chegada do último trecho marinho do gasoduto Rota 3, que ligará o pré-sal à Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Comperj.
Trata-se do início das obras referentes a um contrato de instalação de dutos marinhos visando o escoamento da produção de gás dos campos do Pré-sal.

No dia 26/03, está prevista a entrada em operação de uma jack-up, que apoiará as atividades de perfuração direcional e entre abril e o início de maio já começam a operar uma Pipe Carrier, um RSV (ROV Support Vessel) e uma embarcação de lançamento de dutos visando dar suporte à operação.
Todas as atividades estão descritas no cronograma estabelecido entre a Petrobras e a McDermott e estão confirmadíssimas para acontecer.

O projeto

O contrato assinado pela McDermott prevê a instalação do trecho ultrarraso do Rota 3 entrou em vigor no dia 19 de novembro e tem término previsto para 7 de maio de 2020 (duração total de 535 dias).
A contratação foi feita como sendo do tipo EPCI (Engenharia, Suprimentos, Construção e Instalação), e prevê ainda a interligação da nova linha ao trecho raso existente.

A Petrobras exigiu da McDermott a instalação de duas bases, uma base onshore para realizar a perfuração direcional e dar apoio ao précomissionamento do duto e outra base para movimentar, embarcar e transportar os tubos do projeto, que estão armazenados dentro da área do Comperj.

todos os 13,7 km de tubos serão fornecidos pela estatal brasileira, assim como o projeto detalhado do tie-in de interligação entre os trechos ultrarraso e raso, um DSV (Dive Support Vessel), um pig launcher, os spools de interligação submarina e um OSRV, de apoio a operações de emergência.

O duto tem capacidade para transportar 18 milhões de m³/dia de gás natural e tem 355 km de extensão total (307 km de trecho marítimo e 48 km de trecho terrestre), o Rota 3 partirá do canto nordeste do ring fence do campo de Búzios, em lâmina d’água de 1,628 mil m.
O trecho marítimo será composto de um gasoduto de 24” de diâmetro, com 184 km de extensão e o trecho terrestre (responsabilidade da Encalso Construções) será composto de um gasoduto de 22” de diâmetro, com 48 km de comprimento, equipado com válvulas de bloqueio ao longo da extensão do duto, um conjunto de recebedor/lançador de pig em área próxima à praia de Jaconé, em Maricá (RJ), e um recebedor de pig nas instalações do Comperj.

Impacto na praia de Jaconé

Os moradores de Jaconé e frequentadores da praia, só deverão ve-la sem as obras em março do ano que vem, já que o final das obras com os dutos limpos, calibrados, testados hidrostaticamente e com secagem e inertização prontos e interligados está previsto para esta data.

Existe uma preocupação ambiental relacionada á um patrimônio cultural e arqueológico referente aos beachrocks de Jaconé e das áreas identificadas como cascalho biodentrítico e afloramentos rochosos.

Contratualmente a Petrobras exige que todas as atividades relacionadas as embarcações que trabalharão no local deverão ter seu procedimento previamente aprovado garantindo o não impacto ao patrimônio ambiental.
Todo o sistema submarino tem vida útil estimada em 30 anos.

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships