Maior refinaria da Petrobras, a Replan, encerra 2020 com recorde de processamento de óleos do pré-sal

Flavia Marinho
por
-
12-01-2021 12:22:47
em Petróleo, Óleo e Gás
pré sal - petróleo - petrobras - diesel- refinaria

Replan, a maior refinaria da Petrobras, enfrenta a crise do petróleo causada pelo Coronavírus e encerra 2020 com recorde de processamento de óleos do pré-sal

Petrobras informou em fato relevante na manhã deste dia (12/01) que a sua maior refinaria, a Replan (Refinaria de Paulínia), enfrentou a crise do petróleo causada pelo Coronavírus e atingiu em dezembro um novo recorde de processamento de óleos do pré-sal, ao alcançar a marca de10.436.207 m³. Procurando emprego? Cadastro de currículo em muitas funções para obras de construção civil e industrial na Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura (CBSI)

Leia também

A Petrobras terminou 2020 com o quinto recorde anual seguido de processamento de óleo do pré-sal, ao alcançar um volume 11,6% superior ao processado no ano anterior, que foi de 9.355.410 m³.

Segundo o comunicado, os fatores determinantes para o alto desempenho da Replan, foi o elevado grau de disponibilidade operacional da refinaria e o aumento de produção das plataformas dos campos de pré-sal.

Dentre os óleos do pré-sal processados em novembro na Replan, destacam-se os petróleos Búzios, Sapinhoá, Tupi e Atapu. A produção de óleo da camada pré-sal tem aumentado consideravelmente nos últimos anos e contribuído para o menor processamento de óleos leves importados, pois os óleos do pré-sal são mais leves que os óleos dos campos do pós sal.

De acordo com a Petrobras, além do recorde volumétrico de petróleo pré-sal, a Replan também registrou em 2020 o maior percentual desses óleos em relação à carga fresca processada, com 58,7%. Em 2019, esse índice havia sido de 49,4% na refinaria.

Petrobras encerrou 2020 com muitos recordes de produção

Em 2020 a Replan foi responsável por 18% de todo o Diesel S-10 produzido no Brasil. Se considerarmos a produção total de diesel da Replan no ano passado, incluindo o S-500, a refinaria alcançou 8.749.116 m³, o que representa 22% de todo o diesel no país e o melhor resultado da unidade nos últimos quatro anos.

Destacam-se também a produção de derivados como o asfalto CAP 30/45 e propeno, onde a refinaria alcançou o melhor resultado dos últimos sete anos, 8% maior do que a de 2019.

Ja a nafta petroquímica alcançou marca história na Replan, com 555.904 toneladas no ano. Em relação à produção do OCEX, o resultado foi o melhor dos últimos 16 anos, com 346.250 toneladas.

E não poderia ficar de fora, o Bunker, óleo combustível utilizado em motores de navios com teor de enxofre de 0,5%, que passou a ser produzido na Replan no primeiro semestre de 2019, teve 835.453 toneladas em 2020.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.