Indústria Náutica Brasileira fatura 800 Milhões de dólares em 2018

Indústria náutica
 

Média de crescimento é de 10% ao ano, mas a expectativa é chegar em 2020 com um faturamento de US$ 1,5 Bilhão

Com um faturamento de US$ 800 Milhões em 2018, a indústria náutica brasileira ainda engatinha em comparação a outros países, como França, Austrália e Nova Zelândia. A média de crescimento de 10% é animadora, apesar da crise e a expectativa é que o setor chegue em 2020 com um faturamento de US$ 1,5 Bilhão. Segundo o presidente da Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos (Acobar), Eduardo Colunna, o Brasil precisa reconhecer na cadeia produtiva, uma forma de fortalecer a geração de emprego, renda e inovações tecnológicas.

Colluna, porém, afirma que o mercado tem sofrido, desde o início de 2013, uma estagnação, resultado de incertezas na economia brasileira. “O barco é um produto que atende a partir da classe média até grandes empresários, se os números da inflação e de crescimento não ficam estabilizados, o empresário mantém sua atenção para os negócios e deixa o lazer para segundo plano”, diz .

O Brasil tem cerca de 120 estaleiros, entre nacionais e de origem européia e norte americana, especializados na fabricação de embarcações de esporte e recreio, desde caiaques, pranchas a vela e motos aquáticas até iates de alto luxo, trawlers e veleiros de longo curso. São paulo tem 35% do tal de estaleiros, seguido por Santa Catarina (21%) e Rio de Janeiro, com 14%.

Boat Show

Espera se que a 16ª edição do São Paulo Boat Show, considerado o maior salão indoor do segmento na América Latina, seja o grande termômetro da indústria náutica brasileira e mostre sinais de crescimento do setor. São esperados mais de 40 mil visitantes, para ver os 230 lançamentos, e geração de R$ 270 milhões em negócios, a feira acontece de 03 a 22 de dezembro no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

Segundo o diretor técnico da Boat Show, Marcio Dottori, o potencial de crescimento desta indústria no Brasil é enorme e lembra que o faturamento do ano passado foi de US$ 750 Milhões e que até o ano de 2020 deve dobrar. A redução das taxas de Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) que passou de 24% para 10% e a taxa de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que caiu de 25% para uma variação entre 3% e 7%, servem de bandeira de otimismo para o setor.

Depois do sucesso da Rio Óleo e Gás 2018, Brasil Offshore 2019 em Macaé quer seguir na onda de otimismo do setor. Leia mais !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships