Ibama aceita pedido da Petrobras e libera instalação de FPSO em Sergipe

FPSO será instalada em Sergipe
 

Campo de águas profundas de Sergipe descoberto pela Petrobras será testado pela FPSO da BW Offshore

O FPSO da BW Offshore Cidade de São Vicente, recebeu licença do Ibama para realizar Testes de Longa Duração (TLD) no campo de Farfan da Petrobras, na área dos blocos exploratório BM-SEAL-11, em águas profundas da Bacia de Sergipe-Alagoas.
A Petrobras tem até cinco dias para informar a data de término das atividades de instalação da FPSO e a licença é válida até 31 de julho de 2019.

A expectativa de duração do teste é de seis meses e a produção do campo de Farfan, descoberto pela Petrobras, deveria ter começado em setembro do ano passado segundo a estatal.
o FPSO ficará fundeado em lâmina d’água de 2.250 metros e durante o TLD a produção será de 5.978 bpd, tendo como pico 7.119 bpd, sendo escoada por Offloading e a produção de gás de 500 mil m3 /d, devido a limitações de queima de gás sendo o restante consumido na própria plataforma.

A produção de gá natural dos reservatórios de Farfan, Barra e Muriú, na área dos blocos exploratórios BM-SEAL-10 e BM- SEAL-11, será escoada por um gasoduto que será instalado pela Petrobras.
Já a produção de óleo do módulo 1 da região será feita a partir de um FPSO com primeiro óleo previsto para outubro de 2023.

O projeto de águas profundas de Sergipe faz parte do programa de desinvestimentos da Petrobras e envolve a venda de parte dos blocos BM-SEAL-4, BM-SEAL-4A, BM-SEAL-10 e BM-SEAL-11, onde foram identificados seis prospectos, em fase final de estudos de limitação.

O Teste de Longa Duração (TLD)

O teste de Longa Duração (TLD) é realizado nos poços para se esclarecer as técnicas de escoamento e dinâmicas, testando sua capacidade de produção, coletando dados de pressão e vazão de óleo e gás.

No caso do poço 3-SES-176D a Petrobras também vai analisar o modelo geológico, identificar tamanho, barreiras ao fluxo, falhas ou fraturas, avaliar o escoamento do óleo através de linhas submrinas e adquirir informações que auxiliarão em futuros projetos de Petróleo e gás em Sergipe.

Você viu que negócios já concluídos e outros em vias de fechamento movimentam o mercado de Umbilicais da Petrobras nos campos do pré-sal ? Clique aqui e saiba mais !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships