Haverá 3 incríveis leilões do petróleo em 2020 e serão ofertados 871 blocos de exploração

Haverá 3 incríveis leilões do petróleo pela ANP em 2020 e serão ofertados 871 blocos de exploração

ANP anunciou expectativas para 2020 com leilões de petróleo para blocos na Bacia de Santos, Campos, Potiguar e mais, confira

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgou perspectivas para realização de três leilões de áreas exploratórias de petróleo neste ano de 2020. As ofertas devem acontecer no segundo semestre do ano para um total de 871 blocos exploratórios, a maior parte em áreas na oferta permanente. Veja também que a China abre mercado de petróleo e gás para empresas estrangeiras investirem no país.

Você também pode conferir

A Agência realizará brevemente audiência pública para receber contribuições para a inserção no edital do leilão de mais de 174 áreas, sendo 173 blocos exploratórios e uma área com acumulação marginal e a oferta permanente passará a ter 740 blocos exploratórios.

A 17a rodada de licitações da ANP vai ofertar 128 blocos exploratórios de petróleo nas bacias de Pará-Maranhão (setor SPAMA-AUP1), Potiguar (setores SPOT-AP2 e SPOT-AUP2), Pelotas (setores SP-AP1, SP-AR1 e SP-AUP1), Campos (setores SC-AUP2, SC-AP3 e SC-AP1) e Santos (setores SS-AUP5, SS-AP4 e SS-AUP4).

O leilão já foi autorizado pelo CNPE, Conselho Nacional de Política Energética, que deliberou estabelecer uma equipe de trabalho para discutir a inserção de áreas além da 200 milhas náuticas na concorrência.

A 7a rodada do pré-sal tem programada a oferta das áreas de Esmeralda e Ágata, na Bacia de Santos, e Água Marinha, na Bacia de Campos, mas ainda está em processo de aprovação do Conselho.

Os principais movimentos para a revitalização da produção terrestre no país, segundo autoridades, é o novo ciclo da oferta permanente junto ao desinvestimento da Petrobras nas áreas maduras terrestres para aquisição de áreas exploratórias terrestres no país.

Kelly Angelim

About Kelly Angelim

Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil; Possui experiência em atividades na indústria petrolífera onshore e vivência em áreas administrativas e de pesquisa científica.