Grupo industrial adquire estaleiro Oceana em Santa Catarina e assumirá projeto das fragatas da Marinha

Kelly
por
-
20-05-2020 10:23:21
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Grupo industrial adquire estaleiro Oceana em Santa Catarina e assumirá projeto das fragatas da Marinha Estaleiro Oceana, em Itajaí-SC

A empresa Thyssenkrupp Marine Systems assinou acordo para controle do estaleiro Oceana e tocará construção das corvetas da Marinha do Brasil

Foi anunciada nesta quarta-feira (20) a assinatura do contrato entre a companhia alemã Thyssenkrupp Marine Systems e a empresa Aliança S.A., que pertence ao Grupo CBO, para aquisição do estaleiro Oceana, localizado em Itajaí, Santa Catarina. O acordo envolve o início do projeto de construção das fragatas da Classe Tamandaré para a Marinha do Brasil, assim como também consolida a presença da multinacional no país.

Leia também

Os valores do contrato não foram divulgados. A transação ainda requer aprovação das autoridades antitruste, bem como detlahes da vigência oficial do contrato das fragatas, estimado para entrar em vigor em meados deste ano de 2020.

“Mesmo em tempos difíceis como estes, seguimos com determinação e permanecemos fortemente ao lado dos nossos clientes. Com o Oceana, temos uma excelente infraestrutura para a construção da fragata mais moderna do país para a Marinha do Brasil. A aquisição destaca nosso compromisso com o Brasil e será um fator econômico importante, especialmente nos dias de hoje. O estaleiro também nos oferece a perspectiva de assumirmos encomendas de outros clientes, não só localmente, mas também em outros países da América do Sul”, informa o CEO da multinacional alemã, Rolf Wirtz.

O contrato para a construção das quatro fragatas no estaleiro Oceana foi assinado em março pela Marinha do Brasil e o consórcio Águas Azuis. Esse consórcio é uma sociedade estabelecida entre a Thyssenkrupp Marine Systems (líder), a Embraer Defesa & Segurança e a Atech.

O projeto é avaliado em mais de 6 bilhões de reais, com expectativas de gerar 2 mil empregos diretos e cerca de 6 mil indiretos no pico da produção no estaleiro. Estima-se que a entrega dos navios seja efetuada no período entre 2025 e 2028. Isso só reforça o fato de que o Brasil tem potencial para construir navios de alto valor agregado nacional.

Sobre a Thyssenkrupp Marine Systems

A Thyssenkrupp Marine Systems é uma das principais empresas navais do mundo. Seus submarinos, embarcações e equipamentos de defesa marítima são reconhecidos por sua excelência tecnológica, confiabilidade e longevidade. Além disso, fornece know-how e assistência técnica confiáveis ​​ao longo de toda a vida útil operacional de embarcações navais de superfície e submarinos.

Construído no estaleiro da Alemanha e incorporado à Marinha do Brasil, o primeiro submarino da classe Tupi marcou o início do relacionamento da empresa alemã com o setor de defesa naval brasileiro. Depois deste primeiro submarino, outras quatro unidades foram construídas no Arsenal da Marinha. Essas embarcações estão em operação e são de fundamental importância para o patrulhamento da costa brasileira.

Tags:
Kelly
Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil; Possui experiência em atividades na indústria petrolífera onshore. Entre em contato para sugestões de pauta, postar vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.