Golar Power firma parceria com a empresa argentina Galileo para projeto inovador de GNL no Brasil

Kelly
por
-
07-07-2020 11:22:08
em Petróleo, Óleo e Gás
golar power projeto GNL no Brasil Unidade de GNL da empresa Galileo Technologies

O projeto permitirá à Golar Power distribuir gás natural liquefeito (GNL) sem tubulações, além de explorar novas fontes de biometano no Brasil

A Golar Power, uma joint venture entre a Golar LNG e a Stonepeak Infrastructure Partners, apresentou um plano ambicioso para expandir o fornecimento de gás natural liquefeito (GNL) no Brasil. As operações devem começar ainda este ano, disse a empresa nesta segunda-feira (06).

Veja também outras notícias

A Golar firmou uma aliança com o fornecedor de tecnologia de gás da Argentina, Galileo Technologies, com o objetivo de aumentar sua participação no GNL local em seu fornecimento e passar da troca de óleo diesel, gás liquefeito de petróleo (GLP) ou óleo combustível pesado (HFO) para gás natural, segundo Relatórios da Kallanish Energy.

A empresa Galileo fornecerá várias soluções, incluindo produção distribuída de GNL, estações de enchimento de GNL e plantas de regaseificação. O projeto irá possibilitar à Golar Power distribuir gás sem tubulações, além de explorar novas fontes de biometano.

Através da distribuição da rede rodoviária, o gás da Golar Power alimentará os setores de geração de energia, industrial e de transporte, superando a falta de infraestrutura. O Brasil possui 9.409 quilômetros de gasodutos, que cobrem apenas 5% dos municípios do país.

“Nosso desafio é levar gás natural para esses locais, e é por isso que escolhemos o GNL para distribuição em pequena escala”, disse Marcelo Rodrigues, vice-presidente da Golar Power.

Passos da Golar Power em direção a novas fontes de gás

No primeiro estágio, a Galileo fornecerá dois grupos de micro GNL: um produzirá 30 toneladas por dia de GNL a partir de um campo de gás maduro no estado da Bahia; o outro capturará e liquefazerá o biometano de aterros sanitários em São Paulo, produzindo 15 toneladas por dia de bioLNG.

A Golar Power também instalará as estações de arquivamento de GNL da Galileo nas estações da rede BR, a fim de formar um “corredor verde” – onde o GNL se tornará uma alternativa mais limpa e econômica ao setor de veículos (veículos leves e pesados).

Os clientes industriais receberão plantas de regaseificação em pequena escala e sistemas de armazenamento para facilitar o consumo de gás em fornos, motores e turbinas, acrescentaram as empresas.

As soluções de micro-GNL ajudarão a Golar Power a tirar vantagem do gás brasileiro do sistema e comercializá-lo como combustível líquido. Ele se encaixa bem no programa do Novo Mercado de Gás do governo, definido para abrir o mercado doméstico de gás natural, aumentar a concorrência e o consumo do combustível.

Fonte: Kallanish Energy

Tags:
Kelly
Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil; Possui experiência em atividades na indústria petrolífera onshore. Entre em contato para sugestões de pauta, postar vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe