Estaleiro Rio Tietê fará 15 embarcações com o financiamento do FMM

Conselho diretor do FMM aprova financiamento
 

Estaleiros Rio Tietê (SP), Paes Carvalho (PA), Vard Promar (PE) e a Belov Offshore são algumas das empresas que farão as embarcações financiadas pelo FMM

Conforme publicado ontem (11/12) pelo nosso portal, a 39ª reunião ordinária, realizada na última quinta-feira (6/12), na sede do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, aprovou a prioridade para o financiamento de projetos do setor naval, um montante de R$ 2,54 bilhões e conseguido mais prazo para contratações de outros R$ 4,16 bilhões, já aprovados em reuniões anteriores.

Detalhamento dos projetos prioritários

Dos R$ 68,4 milhões destinados a navegação interior, teremos um pacote om três empurradores fluviais de 900HP, seis barcaças tipo box e seis barcaças tipo raked para a Caramuru Alimentos. As unidades estão previstas para serem construídas no Estaleiro Rio Tietê (SP.

R$ 144,7 milhões vão para a construção de um terminal flutuante de transbordo de grãos, quatro empurradores fluviais de 1.800 BHP, uma lancha de apoio de 600BHP e 18 balsas graneleiras de 2.000TPB para a Mega Logística Serviços Portuários. Os projetos estão previstos para o estaleiro Paes Carvalho Comércio Construção e Reparos Navais, no Pará.

R$ 92,9 milhões serão alocados para o apoio marítimo offshore, sendo para a construção de duas embarcações do tipo SDSV (apoio a mergulho) para a Belov Engenharia (Belov Humaitá e Belov Amaralina) a serem construídas pela Belov Offshore Industrial. E outros R$ 66,6 milhões de suplementação referentes à construção do PLSV (lançamento de linhas) Skandi Olinda, no estaleiro Vard Promar (PE).

R$ 26,2 milhões irão para atualização monetária do financiamento do navio gaseiro Gilberto Freyre da Transpetro, construído pelo Vard Promar (PE).

Dos R$ 2,54 bilhões em prioridades para novos projetos da construção naval também tivemos R$ 1,46 bilhão para construção e modernização do Jurong Aracruz (ES), R$ 25 milhões para a construção de um novo estaleiro em São luís (MA) e R$ 24,2 milhões para modernização do Wilson Sons, no Guarujá (SP).

Saiba como estão as oportunidades de emprego em estaleiros nacionais.  

The following two tabs change content below.
Renato Oliveira

Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships