Estaleiro Inace do Ceará fecha duas parcerias

Estaleiro Inace

Parcerias podem significar além da diversificação das atividades, uma retomada á um segmento em que o Estaleiro Inace já teve participação de sucesso

O Estaleiro Inace (Indústria Naval do Ceará), com sede em Fortaleza, fechou recentemente duas parcerias na área de iates de luxo.
Uma das parcerias foi fechada com o escritório de design Fernando de Almeida, especialista neste segmento, visando o desenvolvimento de uma linha totalmente inovadora de iates de luxo.
A outra parceria visa se transformar em representante comercial exclusivo no Brasil da Yacht Collection, que comercializa as principais marcas do mundo.

Histórico do Inace

O Estaleiro Inace tem em seu histórico a construção de mais de 900 embarcações em seus 50 anos de construção naval no país e a intenção é usar dessa experiência para alavancar as parcerias.
O Estaleiro que já fabricou iates de luxo, é especialista em outros tipos de embarcações como empurradores, rebocadores e navios militares e recentemente construiu a Barca Angra dos reis para o governo do estado do Rio de Janeiro.

Segundo o presidente da Inace, Antonio Gil Bezerra, a empresa já foi um exportador de iates de luxo, porém este mercado foi, já há alguns anos, duramente impactado pela variação cambial e ficou complicado disputar com um mercado dominado pela Europa.

Ele completou que, o Inace se desenvolveu neste segmento e chegou a vender mais de 40 iates de até 140 pés, para diversos países do mundo, e que muitos deles hoje navegam nas águas da Rússia, Croácia e Mar Báltico.

Vocês viram que o Brasil pode dobrar suas reservas de petróleo se estudos geológicos se confirmarem e o governo já estuda oferecer blocos exploratórios além de suas fronteiras nas próximas licitações ! Clique aqui e leia todos os detalhes na matéria completa !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)