Engevix retomará obras de usina hidrelétrica com vagas de emprego previstas na construção civil e outros setores

Engevix retomará obras de usina hidrelétrica com vagas de emprego previstas na construção civil e outros setores

Referência na construção civil e afins, a Nova Engevix irá retomar obras em usina hidrelétrica após acordo e mil empregos devem ser gerados

Boas notícias para projetos e obras de construção civil neste ano de 2020. Um dos maiores empreendimentos do sul do país, a usina hidrelétrica de São Roque, em Santa Catarina, retomará as atividades com a previsão de geração de vagas de emprego pelo grupo Grupo Nova Participações, que integra as empresas Nova Engevix Engenharia e Nova Engevix Construções.

Você também pode conferir

O anúncio foi dado pela Engevix nesta quarta-feira (12), após a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU) publicarem o acordo de leniência da companhia. A previsão é de R$ 380 milhões de investimentos para as obras, tendo a capacidade de gerar cerca de 1.000 empregos no estado de SC.

“É uma nova era na vida do Grupo Nova Participações”, destacou José Antunes Sobrinho, acionista da holding. “A empresa foi totalmente reorganizada e reestruturada, a partir de um rigoroso padrão de compliance”, completou.

Uma das gigantes da construção civil no país, a Engevix foi uma investigados por corrupção pela Lava-Jato. A companhia se comprometeu à pagar, no seu acordo de leniência, um total de R$ 516 milhões em multas e recursos de compensação por vantagens obtidas em esquemas.

Outros projetos na mira da Engevix

Além da usina hidrelétrica de São Roque, a Nova Engevix também pretende realizar investimentos e obras no estaleiro Rio Grande (RS). “Neste momento, o plano é investir em novos negócios nos três estados da região Sul, sobretudo os que incluírem inovação tecnológica”, disse a companhia, em comunicado.

O Grupo presta serviços de engenharia consultiva e de empreitadas integrais com obras em setores como construção civil, infraestrutura e energia a diversos clientes no Brasil e no exterior.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Kelly Angelim

Sobre Kelly Angelim

Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil; Possui experiência em atividades na indústria petrolífera onshore.