Energia solar cresce 22,5% no mundo em 2019 e Brasil lidera na América Latina, aponta Relatório Global de Renováveis

Kelly
por
-
17-06-2020 14:45:04
em Energia Renovável
energia solar, investimentos, brasil energia solar, investimentos, brasil

Fonte de energia solar fotovoltaica ocupou maior parcela das renováveis, adicionando cerca de 115 GW em capacidade instalada no planeta

De acordo com o Relatório de Status Global de Renováveis (REN21), a energia solar fotovoltaica cresceu 22,5% frente ao total acumulado no mundo em 2019, adicionando mais 115 GW de capacidade instalada. Essa fonte ocupou 57% de toda a fatia das renováveis, seguida da energia eólica com 60 GW (30%) e hidrelétrica com 18 GW (8%).

Veja também outras notícias

“A demanda pela energia fotovoltaica cresce e se espalha à medida que se torna a opção mais competitiva para produzir energia em um número crescente de regiões. Ao final de 2019, pelo menos 39 países tinham capacidade acumulada de 1 GW ou mais. No ano anterior, eram 31 países”, ressalta o documento.

Segundo o relatório, que contou com o apoio técnico regional da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o Brasil liderou o crescimento dessa fonte na América Latina, com 4,5 GW em capacidade instalada de energia solar, sendo 2,1 GW de acréscimo só no ano passado. País é seguido por México e Argentina.

O segmento que mais aumentou no ano passado no país, em termos de capacidade adicionada (1,4 GW), foi a geração distribuída, beneficiada pelos aumentos de preço da energia no Brasil e pela queda nos preços dos sistemas fotovoltaicos.

Já a geração centralizada acrescentou 650 MW em 2019, impulsionada tanto pela demanda do mercado livre de energia quanto pelos leilões da Aneel realizados no período.

“A geração distribuída já é um segmento robusto no país e, ao mesmo tempo, a expansão do mercado livre de energia e os leilões fornecem condições atrativas para investimentos em energia solar. Há grande potencial ainda inexplorado nos sistemas híbridos”, ressalta Rachel Andalaft, sócia da REA Consult.

“Está claro que a energia elétrica renovável se tornou maintream, e isso é ótimo. Mas o progresso nesse setor não deve nos levar a crer que todas as renováveis são um sucesso garantido. Os governos precisam tomar medidas além dos pacotes de recuperação econômica e precisam criar as regras e o ambiente para a transição para um sistema de energia eficiente e fundamentado em renováveis”, afirma o presidente da REN21 Arthouros Zervos.

Tags: