Dommo vai elevar a produção de Tubarão Martelo

Dommo

Revitalização do campo de Tubarão Martelo será feita em duas etapas e custará cerca de US$ 77 milhões á Dommo Energia

A Dommo Energia (Ex-OGX) anunciou através do relatório financeiro, divulgado na última sexta-feira (29/3), que tem um plano de revitalização do campo de Tubarão Martelo, na Bacia de Campos.
O plano consistiria em duas etapas e visa aumentar a produção do ativo para 10 mil Barris por dia. Na primeira etapa será incluído o término do poço 7-TBMT-4HP, que já está perfurado, mas não está interligado ao FPSO OSX-3, além do workover do poço 7-TBMT-2HP e a aquisição de uma bomba centrífuga submersa reserva.

A segunda etapa será feita em cima dos outros três poços produtores do campo (6HP, 8H e 44HP) e focará em atividades de workover, na medida em que se fizerem necessárias.
A Dommo já havia anunciado, em novembro do ano passado, esse plano de revitalização do campo de Tubarão Martelo e previu um gasto de US$ 77 milhões.

Sobre a empresa

A Dommo também opera o campo de Atlanta, na Bacia de Santos, porém enfrenta uma disputa com a Queiroz Galvão e Barra Energia que lutam para tirar a Ex-Ogx do consórcio.

O campo de Tubarão Martelo produziu, em 2018, uma média de 2,3 mil barris por dia, queda de 2% em relação a 2017, já no campo de Atlanta, a produção foi de 12 mil barris por dia, levando-se em conta, os 40% pertencentes a companhia.

O faturamento da Dommo em 2018 ficou em R$ 538 milhões, um aumento de 26% na comparação com 2017, mas enfrentou prejuízo de R$ 670 milhões no ano passado, reduzindo em 66% as perdas reportadas em 2017.

Em dezembro de 2013, a Dommo Energia iniciou a produção de petróleo no campo de Tubarão Martelo e está sendo realizada por meio do FPSO OSX-3, que até o ano de 2018, havia produzido mais de 15 milhões de barris de petróleo.

Você viu que a Ocyan realizou a primeira parada de manutenção em alto mar ? Clique aqui e leia a matéria !

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Renato Oliveira

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)