Equipe de transição do novo governo trabalha para reativar obras paradas

equipe de Jair Bolsonaro
 

A equipe de transição do novo governo trabalha para reativar obras paradas de infraestrutura com investimentos da ordem de 180 bihões de reais

A equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro já começou nesta semana, os trabalhos visando a reativação de obras paradas no setor de infraestrutura, estima se que serão necessários investimentos da ordem de 180 Bilhões de Reais, o novo presidente já decidiu que o ministério dos Transportes ficará responsável também pela infraestrutura que engloba aeroportos, ferrovias, portos e rodovias, que nos anos anteriores foram pulverizados por vários órgãos, falta somente definir se o ministério das telecomunicações também fará parte deste superministério que deverá ser entregue ao general da reserva Osvaldo Ferreira.

Os investimentos

Para financiar as obras paradas, os investimentos da ordem de 180 Bilhões viria, segundo o novo governo, da venda de estatais, como a DOCAS que opera os portos, dos incentivos as concessões com regras menos burocráticas e  de um poderoso plano de privatização, o que tornaria possível reativar obras prioritárias, como por exemplo, da rodovia BR-163 que liga o Mato Grosso e o Norte do Pará, a estrada está inacabada desde a década de 70 e é de vital importância para o escoamento mais rápido dos produtos do agronegócio, na lista também estão investimentos pesados em ferrovias, como a Norte Sul e a Ferrogrão visando diminuir a menos da metade o frete da soja, por exemplo.

A ideia ainda é estimular a cabotagem, navegação feita entre portos nacionais, visto que esse modal ainda é muito pouco utilizado, apesar do Brasil possuir quase 8.500 Km de costa navegável, apenas 12,5% da carga é transportada por navios, contrastando com o nosso principal meio de transporte de carga, os caminhões, que respondem por 65% das cargas, porém são 6 vezes mais caros e menos eficientes, pois uma embarcação de 6000 toneladas equivale a 172 carretas ou 86 vagões.

Pente fino

A ideia da equipe de transição de Jair Bolsonaro é fazer um pente fino nas obras paralisadas, o TCU (Tribunal de Contas da União) identificou mais de 12.000 projetos com investimentos de 700 Bilhões de Reais, muitos não estão em andamento por falta de licenças ambientais e o novo governo quer acelerar estas decisões, alias o ministério do meio ambiente é outra questão de discussão no novo governo que quer fundi-lo ao da Agricultura, pretendendo assim adotar a prática internacional de não se ter um ministério especifico para este fim, o certo é que com a reativação de obras de infraestrutura ganham todos, o país e os Brasileiros que anseiam pelos milhões de empregos que serão gerados. Para saber sobre mais vagas na área de infraestrutura existentes clique aqui e saiba agora, você não pode perder !

The following two tabs change content below.
Renato Oliveira

Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships