Contrato bilionário para a construção de navios em estaleiro de Itajaí será assinado em março pela Marinha

Contrato bilionário para a construção de navios em estaleiro de Itajaí será assinado em março pela Marinha

Assinatura do acordo entre a Marinha e o consórcio Águas Azuis para construir os navios Tamandaré no estaleiro em Itajaí-SC tem data marcada

O contrato para a construção de quatro navios no estaleiro Oceana, localizado em Itajaí-SC, deverá ser assinado no dia 4 de março pela Marinha do Brasil e o consórcio Águas Azuis, em Brasília. O projeto é avaliado em mais de 6 bilhões de reais, com expectativas de gerar 2 mil empregos diretos e cerca de 6 mil indiretos no pico da produção. Como já havíamos divulgado, o estado de SC se prepara para construção das corvetas da Marinha.

Você também pode conferir

Inicialmente, a expectativa era de que o acordo fosse assinado até o final do ano passado, mas não se concretizou. Assim que o contrato for estabelecido, em março deste ano, inicia a fase de projetos em Itajaí e a previsão é de até oito anos de atividades no estaleiro.

A construção das corvetas, embarcações destinadas a navegação da Marinha do Brasil, terá tecnologias do Brasil e Alemanha e será sob responsabilidade do consórcio capitaneado pela companhia alemã Thyssenkrupp e a Embraer.

A Empresa Gerencial de Projetos Navais da Marinha do Brasil (Emgepron) já está com uma base alocada em Itajaí para acompanhar o processo de construção dos navios no estaleiro, que necessitará de uma forte cadeia de fornecedores no estado de SC com esse projeto da Marinha.

Santa Catarina concentrará indústria de construção naval brasileira militar do Brasil

Com investimentos no setor, Itajaí, que já é reconhecida nacionalmente como a capital da construção naval, deve em breve se tornar referência na América Latina.

O Governo Federal liberou recursos que passam dos R$ 4 bilhões para serem investidos em programas militares, mas a procura por embarcações de passeio também cresceram nos últimos anos, veja mais aqui.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Kelly Angelim

Sobre Kelly Angelim

Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil; Possui experiência em atividades na indústria petrolífera onshore.