Construção naval terá 2,54 bilhões de reais do Fundo da Marinha Mercante

CDFMM aprova financiamento

Montante foi aprovado pelo Conselho Diretor e será destinado a novos projetos da construção naval

Na última quinta-feira (06/12), a construção naval ganhou mais uma boa notícia que pode ajudar a alavancar seu processo de recuperação, o Conselho Diretor do Fundo de Marinha Mercante (CDFMM) aprovou R$ 2,54 bilhões para ser usado em projetos prioritários e outros R$ 4,16 bilhões para projetos que já estavam aprovados em outras reuniões e ganharam mais prazos de contratações, estes representam 62% dos projetos prioritários aprovados na 39° reunião ordinária na sede do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Outra área também contemplada foi a de apoio marítimo, que receberá R$ 92,9 milhões para construção de duas embarcações do tipo SDSV (apoio a mergulho) e R$ 66,6 milhões de suplementação para construção de um PLSV (lançamento de linhas). Para a cabotagem foram destinados R$ 522,8 milhões para construção de dois porta-contêineres, que estão sendo negociados com o Atlântico Sul (PE).

Na navegação interior, R$ 68,4 milhões para construção de 15 empurradores fluviais e barcaças graneleiras, e ainda R$ 144,7 milhões são destinados para construção de um terminal flutuante, empurradores, lancha de apoio e balsas, além de R$ 26,2 milhões de atualização monetária do financiamento para um navio gaseiro.
A área de reparos também foi analisada e o CDFMM concedeu prioridade de R$ 92 milhões para reparo de 16 PSVs (transporte de suprimentos) e R$ 14,6 milhões para reparo de um CSV (suporte à construção offshore).

Obras em estaleiros também no radar

Os estaleiros também receberão financiamentos prioritários, como por exemplo o Jurong de Aracruz (ES), que terá para obras de construção, expansão e modernização de suas instalações, o montante de R$ 1,46 bilhão. A construção de um novo estaleiro em São luís (MA) receberá R$ 25 milhões e o estaleiro Wilson Sons, do Guarujá (SP), terá R$ 24,2 milhões para sua modernização.

Agora o CDFMM aguarda os projetos para obtenção da prioridade de financiamento dos interessados, que tem até o dia 21 de Janeiro para apresentar seus projetos, sendo que o FMM está apto a financiar até 90% do valor dos projetos, mas esse percentual vai depender do conteúdo nacional e do tipo de embarcação. A análise dos projetos será realizada na próxima reunião do CDFMM agendada para 21 de março de 2019.

Modificações em projeto de lei da distribuição de recursos do AFRMM destinará recursos a Marinha do Brasil que poderá renovar sua frota. Leia mais !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)