Constellation ex-Queiroz Galvão óleo e Gás faz acordo com credores

Constellation tenta aprovar plano de recuperação

O acordo permitirá que a empresa pague suas dívidas sem vender ativos importantes, porém passará por aprovação dos credores em fevereiro

A Constellation Oil Services, anteriormente conhecida como Queiroz Galvão Óleo e Gás (QGOG), chegou a um acordo sobre o refinanciamento de dívida com um grupo de credores bancários, segundo a imprensa.
Com aproximadamente US $ 1,55 bilhão em dívidas, os avanços na reestruturação aumentam as chances de que a empresa brasileira de serviços de petróleo, possa passar por um processo de proteção judicial contra falência supervisionado judicialmente, e não precise vender ativos importantes.

A companhia, prestadora de serviços de perfuração de poços terrestres e marítimos e de operações de plataformas controlada pela família Queiroz Galvão, entrou em recuperação judicial em dezembro de 2018.
O acordo cobre uma parte dos US $ 592 milhões em financiamento com o sindicato dos bancos para os navios-sondas Amaralina Star, Brava Star e Laguna Star e também posterga datas de pagamento de uma outra dívida de US $ 150 milhões com o banco Bradesco no Brasil, referente á uma linha de capital de giro. A Constellation também está negociando mais de US $ 702 milhões em dívidas com detentores de bônus.

Os ativos

A Constellation estava enfrentando dificuldades para recontratar as plataformas de perfuração, cujos contratos com a Petrobras já terminam em 2018. A empresa informou, no seu pedido de recuperação judicial, que conta com uma unidade contratada na Índia para a petroleira também indiana ONGC, uma unidade em fim de contrato com a Petrobras, e o Amaralina Star que foi uma das unidades cotadas para sondagem com a Petrobras no início desta semana. Além de dois novos contratos para os navios-sonda Brava Star (com Shell do Brasil) e Laguna Star (com QGEP), ambos com início em 2019.

O pacote de reestruturação da dívida e a proposta será incluída no plano de recuperação da empresa, que deve ser apresentado à Justiça para aprovação dos credores até o dia 7 de fevereiro.

Veja mais detalhes sobre a licitação em que a Constellation está participando junto com outras 5 gigantes da perfuração !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships