Começa a construção da MV-30 na Brasfels

brasfels inicia construção da FPSO Carioca
 

O FPSO Carioca tem a primeira chapa cortada na oficinas do estaleiro Brasfels em Angra dos Reis

O estaleiro Brasfels, em Angra dos reis, no Rio de Janeiro, iniciou a construção dos módulos de Topsides da FPSO Carioca, o MV-30, de propriedade da Modec. Na última terça-feira (04/12) foi cortada a primeira chapa, cerimônia que sempre marca o início da fabricação de algum projeto, do contrato firmado entre a Modec e o Estaleiro Brasfels para construção e integração . Como foi anunciado aqui neste portal, o contrato foi assinado em Julho, e as obras começariam até o final deste ano.

Construção naval Fluminense respira

O início das obras traz um certo alívio aos pouco mais de 1000 trabalhadores que ainda estão dentro do Estaleiro Brasfels, e vem em um momento que dá certa esperança de dias melhores para toda a cidade de Angra dos Reis, que sofre com a crise, sem um de seus maiores contribuintes, o estaleiro já chegou a empregar mais de 10.000 trabalhadores.  Outro fator de otimismo entre os executivos do estaleiro, trabalhadores e sindicato, são as negociações para a retomada da construção das sondas da Sete Brasil que estão em estágio avançado depois da aprovação do plano de recuperação Judicial da empresa.

O FPSO Carioca da Modec, é o 11° projeto de FPSO da companhia no Brasil, tem capacidade para processar 180.000 barris por dia e e 212 milhões de metros cúbicos de gás por dia. A capacidade de armazenamento da unidade é de 1,4 milhão de barris de petróleo bruto e será implantado no campo Sepia, localizado na região do pré-sal na Bacia de Santos, a cerca de 250 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, Brasil.

Já conheceram o Plano de negócios da Petrobras para os próximos 5 anos ? Clique aqui e conheça o aumento de investimento da estatal.

Renato Oliveira

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships