Campos Maduros podem gerar 381 mil empregos na Bacia de Campos

campos maduros empregos investimentos
 

Em poucos dias à ANP liberará a regulamentação da revitalização dos campos maduros com investimentos previstos de mais de R$15 bilhões

Os campos maduros da Bacia de Campos receberão investimentos para elevar seus potenciais de produtividade finalmente a partir de julho. Isto se deve que no mesmo período, a Agência Nacional Petróleo( ANP), informou que irá soltar as regulamentações orçamentárias para os ativos que compõem esta bacia sedimentar. As cidades de Macaé e municípios produtores de petróleo serão afetadas direta e positivamente por estas novas resoluções.

Segundo os dados da indústria, o potencial de empregabilidade atual depois desta nova resolução será de cerca de 381 mil empregos diretos escalonável até 2022. Os royalties previstos que serão repassados a cidades produtoras de petróleo, podem chegar à aumentarem em 300% em volume de receita.

Atualmente, estes campos maduros tem estado em fase natural de declínio de produção, já que vem sendo explorados por quase 40 anos. A Petrobras demonstrou seu interesse em investir na região após o surgimento de novas tecnologias que podem revitalizar os estes poços, que na verdade são “imensos”, reavivando a indústria de óleo e gás.

Campos que serão revitalizados

Em maio desta ano, Marcelo Batalha,Gerente Geral da UO-BC,  relatou que os campos de Voador e Marlim já estão garantidos. Neste momento, há uma negociação em andamento com a ANP para revitalização dos campos de Albacora, Charlote e Jubarte, que estão bem próximas do pré-sal de Santos.

Outras multinacionais do ramo offshore estão interessadas em explorar estão interessadas em explorar estes campos da mesma forma, na verdade muitas delas detém o expertise tecnológicos,  além dos testes que se mostraram bem sucedidos. Esta no fase, abre precedentes em um mercado totalmente novo, que irá beneficiar muitos outros ativos do Brasil e no mundo em um futuro próximo.

Projeções de empregos até 2022

Neste momento, há negociações sobre novos empreendimentos e fusões acontecendo entre grandes petroleiras nacionais e internacionais, visando a garantia de subsídios e investimentos para este novo tipo de mercado. Vejam a projeção de empregos calculados abaixo com estes novos negócios:

2018 – 69 mil
2019 – 79 mil
2020 – 85 mil
2021 – 78 mil
2022 – 70 mil
total – 381 mil



 

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior