Início Campo de Golfinho da Petrobras na Bacia do Espírito Santo desperta interesse de empresas norueguesas, afirmam fontes

Campo de Golfinho da Petrobras na Bacia do Espírito Santo desperta interesse de empresas norueguesas, afirmam fontes

10 de julho de 2020 às 09:15
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Campo de Golfinho da Petrobras na Bacia do Espírito Santo desperta interesse de empresas norueguesas, afirmam fontes
Unidade de produção de petróleo offshore em alto mar

Empresas ligadas à Noruega devem fazer propostas para o campo de Golfinho da Petrobras, situado na Bacia do Espírito Santo, dizem fontes

A norueguesa BW Offshore Ltd e a DBO Energy estão entre as empresas que estão ponderando fazer uma proposta para o campo de petróleo Golfinho da Petrobras na Bacia do Espírito Santo, disseram duas fontes, enquanto a estatal brasileira busca reativar seu programa de venda de ativos no país, após o colapso dos preços do petróleo deste ano.

Veja também outras notícias

Com produção média diária de 15.000 barris de petróleo e 750.000 metros cúbicos de gás, Golfinho está entre os maiores campos de produção que a Petrobras atualmente possui no bloco.

As ofertas vinculantes para o ativo maduro de petróleo, localizado na costa do Espírito Santo, devem chegar no início de setembro, disseram as fontes, que pediram anonimato para discutir assuntos confidenciais.

A Petrobras e a BW Offshore se recusaram a comentar. O DBO não respondeu aos pedidos de comentário.

A DBO é composta por executivos brasileiros e noruegueses que têm uma vasta experiência na operação de ativos maduros no Brasil e no Mar do Norte, de acordo com o site da empresa.

A BW Offshore tornou-se uma operadora no Brasil em 2019, depois que os reguladores aprovaram a compra de US $ 115 milhões do campo offshore de Maromba da Petrobras.

As fontes disseram que outras empresas também podem fazer uma oferta para o campo de Golfinho. Embora as duas empresas tenham sido pré-qualificadas para fazer uma oferta vinculante, não havia garantia de que as duas companhias o fizessem, acrescentaram as fontes.

Desinvestimento Petrobras

Atualmente, a Petrobras está vendendo uma variedade de ativos – de refinarias a oleodutos e campos de petróleo – em uma tentativa de reduzir a dívida e aumentar o foco em uma região produtora de petróleo em águas profundas e prolífica conhecida como “pré-sal”.

Mas a queda nos preços de petróleo e combustíveis no início deste ano colocou obstáculos significativos a esse plano, com executivos reconhecendo que poderia demorar mais do que o inicialmente previsto para a Petrobras atingir suas metas de desalavancagem.

Nas últimas semanas, a Petrobras recuou no gás, aceitando ofertas vinculativas para uma grande refinaria no nordeste do Brasil no final de junho, que, segundo analistas, poderiam arrecadar até US$ 3 bilhões.

Fonte: Reuters

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes