Baterias de fluxo de ferro podem permanecer ativa por 25 anos ou mais sem sofrer degradação ao longo de sua vida útil e vão revolucionar o armazenamento de energia no mundo

Flavia Marinho
por
-
27-10-2021 09:59:29
em Energia Renovável
baterias - ferro - lítio - íon - energia - renovavel - armazenamento - tecnologia baterias de fluxo de ferro a nova tecnologia que veio para substituir baterias de íons lítio

Baterias de fluxo de ferro é um divisor de águas e veio para substituir as de íons de lítio. Tecnologia garante uma confiabilidade muito maior na geração e distribuição de energia solar, por exemplo.

Em meio a alta tecnologia, dizer que uma bateria feita de ferro, sal e água poderá substituir as células de energia de íons de lítio no futuro, seria presunçoso? Especialistas afirmam que além de serem ideais para o armazenamento de eletricidade em grande escala, as baterias de fluxo de ferro levam vantagem também por serem muito mais baratas de se produzir.

Leia também

As redes elétricas do mundo estão sob pressão devido à alta volatilidade dos preços dos combustíveis fósseis e pela tendência, cada vez maior, de desligar o planeta de fontes de energia poluentes. Uma das soluções pode estar prestes a convencer os fabricantes – uma bateria inovadora que utiliza ferro ao invés de lítio e que é uma alternativa mais barata à tecnologia atual.

Assista o video abaixo, e conheça a nova tecnologia que veio para revolucionar a energia renovável no mundo

Entenda essa nova tecnologia que veio para revolucionar a energia renovável no mundo

Baterias de fluxo de ferro usam três dos elementos mais abundantes na Terra – ferro, sal e água

As baterias de fluxo de ferro usam três dos elementos mais abundantes na Terra – ferro, sal e água. Cada bateria tem apenas quatro componentes: dois eletrodos entre os quais partículas carregadas se misturam à medida que a bateria é carregada e descarregada, um eletrólito que permite às partículas fluírem suavemente e um separador, para evitar que os dois eletrodos formem um curto-circuito.

Se isso soa fácil, não é. Obter a mistura certa de ferro, sal e água é fundamental, e criar uma membrana que dure muito tempo não é fácil. Mas a ESS tem produtos prontos para ir e acaba de assinar um acordo com a SB Energy, uma divisão do SoftBank, para fornecer 2 gigawatts-hora (GWh) de suas baterias de fluxo de ferro entre agora e 2026. A primeira das baterias será implantada em uma usina de energia solar em Davis, Califórnia este mês.

Em um comunicado à imprensa, Rich Hossfeld, da SB Energy, diz: “A capacidade única da ESS de fabricar e enviar baterias usando ferro, sal e água é um divisor de águas, permitindo que a SB Energy ofereça aos nossos clientes armazenamento de energia seguro, sustentável e de baixo custo hoje. O armazenamento de longa duração é absolutamente fundamental para fornecer energia renovável flexível e acessível em escala e se alinha perfeitamente com as ambiciosas iniciativas de energia limpa do governo Biden. A SB Energy está entusiasmada em continuar sua parceria com a ESS e implantar as baterias fabricadas no mercado interno da empresa no vasto e rápido mercado de armazenamento de energia.”

Novas baterias têm expectativa de vida de 25 anos e são facilmente recicláveis

A ESS afirma que suas baterias de fluxo duram mais de 20.000 ciclos de carga/descarga e podem fornecer energia por até 12 horas, garantido uma confiabilidade muito maior na geração e distribuição de energia solar, por exemplo. Além disso, eles têm uma expectativa de vida de 25 anos e são facilmente recicláveis quando sua vida útil acaba. A empresa diz que usa o mesmo eletrólito nos lados negativo e positivo da equação, o que elimina a contaminação cruzada e a degradação que encurta a vida útil de outras baterias de fluxo.

A mudança de tempo é o conceito operacional quando se trata de armazenamento de energia. Algumas pessoas gostam de brincar na arquibancada e sugerem que o vento nem sempre sopra e o sol nem sempre brilha, e é por isso que precisamos manter as usinas de geração térmica e nuclear funcionando.

Como o MIT observou em 2011 “A luz solar que atinge a Terra todos os dias é claramente suficiente em escala para atender a todas as necessidades energéticas da humanidade – se ela pode ser aproveitada e armazenada de forma econômica.” Diz que cerca de 173.000 terawatts de energia solar atingem a Terra todos os dias — 10.000 vezes mais energia do que o necessário para atender às necessidades energéticas de toda a raça humana. E é de graça,pessoal! Tudo o que precisamos fazer é descobrir como colhê-lo, armazená-lo e distribuí-lo. É aí que entra a mudança de tempo. Gere-o agora, armazene e use-o mais tarde quando o sol estiver sobre o horizonte.

Ninguém está sugerindo que as baterias de fluxo de ferro ESS são a única solução para o armazenamento de energia, mas a um custo projetado de cerca de US $ 25 por quilowatt-hora, eles claramente devem fazer parte da mistura de tecnologias de armazenamento de energia disponíveis.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.