Armador Samskip construirá dois navios totalmente elétricos e autônomos

Armador Samskip construirá dois navios totalmente elétricos e autônomos

janeiro 9, 2019 Off Por Renato Oliveira

Armador Samskip vai construir dois navios porta-containers elétricos e autônomos financiados pelo governo norueguês para trajetos curtos na Europa

A Samskip, empresa de logística global, está liderando um novo projeto chamado Seashuttle, que prevê a construção de dois navios porta-containers livres de emissões de gases poluentes. As embarcações totalmente elétricas também serão autônomas e poderão competir em custo com as convencionais, afirmou a companhia.
O projeto Seashuttle conta com 6 milhões de euros (6,88 milhões de dólares) do governo norueguês e os navios vão ligar a Polônia, a Suécia e o fiorde de Oslo.

Eles se basearão em células de combustível de hidrogênio de última geração para desenvolver seu poder de propulsão. “A Samskip tem o prazer de liderar o projeto de desenvolvimento de transporte marítimo de rotas curtas sustentáveis de última geração”, disse Are Grathen, diretor administrativo da Samskip Norway.

Otimismo em relação ao projeto

“O que distingue este projeto e será fundamental para seu sucesso é a combinação de combustível e tecnologia que o tornará competitivo em relação às soluções existentes. Com a confiabilidade de nossos parceiros de projeto, estamos convencidos de que tais ambições são realistas”.
Uma vez operacional, não há razão para que navios com emissões zero não igualem as 2.000 cargas de caminhões que passam pelos portos noruegueses todos os dias, acrescentou.

Os parceiros do projeto Seashuttle incluem a consultoria de logística FlowChange, o grupo de tecnologia Kongsberg Maritime, o integrador de hidrogênio HYON e o Massterly, o empreendimento Kongsberg/Wilhelmsen, que desenvolve soluções de embarcações autônomas.
Os portos de escala finais de Seashuttle ainda precisam ser determinados e a tecnologia de células de combustível irá converter hidrogênio em energia para propulsão por eletrólise em um porto norueguês.

Por enquanto, o projeto prevê emissões zero durante 20% de uma viagem de ida e volta entre a Polônia e o fiorde de Oslo, o que é suficiente para todas as operações em águas norueguesas. Essa proporção crescerá à medida que mais portos tenham a possibilidade de reabastecer o hidrogênio ao longo da rota, disse a Samskip.

Esta é uma ótima notícia ao meio ambiente, visto que os navios tem emissões equivalentes a países inteiros ! Leia aqui !