A produção crescente de Petróleo nos campos da Petrobras

Produção da petrobras em crescimento
 

Veja quais foram as plataformas que entraram em operação esse ano e quais passam a produzir petróleo em 2019

A Petrobras continua com seu árduo e contínuo trabalho de tentar atingir a meta de 2,1 Milhões de barris de petróleo por dia, e para tal não está poupando esforços, além das 4 plataformas que entraram em operação este ano, o planejamento é que mais 5 comecem a produzir em 2019 e 1 em 2020. Os investimentos totais da empresa cresceram 10% até setembro desde ano se comparado ao mesmo período do ano passado, 36,7 Bilhões de reais, com a área de E&P sendo responsável por 32,2 Bilhões de reais.

Quais serão as 4 unidades que entraram em operação este ano?

A P-75, que chegou da China em Agosto, entrou em operação neste domingo (11), no campo de Búzios, as outras são a P-74, também no campo de Búzios na bacia de Santos, a P-69 na área de Lula Extremo Sul, também em Santos e o FPSO Cidade dos Goytacazes, no campo de Tartaruga Verde, na bacia de Campos.

 5 Plataformas estão previstas para produzir no ano que vem

A P-67, que chegou em Julho da China e vai operar na área de Lula Norte e a P-76 (Búzios 3), estão programadas para chegar a locação este ano, porém a Petrobras tem levado cerca de 2 meses na operações de ancoragem e interligação dos poços, sendo assim a operação destas 2 plataformas deve mesmo ficar para o ano que vem. A P-68 que irá operar nos campos de Berbigão e Sururu e a P-77 (Búzios 4) estão programadas para o primeiro semestre do ano que vem e a P-70 que integrará o sistema de Atapu 1, está sendo construída na China e está prevista para começar a operar no segundo semestre.

Contratações futuras

Sépia e Mero 1 estão previstas para operar apenas em 2020 e mais 5 FPSO’s estão sendo licitadas pela Petrobras para entrada em operação entre 2021 e 2022, uma segunda unidade definitiva para o Campo de Mero, 2 plataformas para revitalização do campo de Marlim, a quinta plataforma para o campo de Sépia e um novo FPSO para o Parque das Baleias, no offshore capixaba. Vale lembrar que a revitalização do Campo de Marlim envolve o descomissionamento de 8 plataformas hoje em operação no campo e a substituição pelas 2 novas. Clique aqui e veja como está a expectativa para contratações para atender a demanda da Petrobras.

Candidatos: Cadastrem seus currículos conosco | Empresas: Temos Soluções Incríveis que Ajudarão em Seus Recrutamentos

Você é recrutador ou esta a frente do Recursos Humanos de uma empresas sabe como é difícil recrutar o profissional ideal para sua empresa.  Sabemos como o processo de seleção é árduo porque muitas pessoas mandam seus currículos para funções que elas não tem atribuições, sobre-carregando os servidores e as vezes, obrigado até mesmo trocar de e-mail.    

Nós temos um sistema no qual é possivel escolher seus profissionais através de filtros, e mandar um único comando personalizado para as pessoas que passaram e não passaram no processo de seleção, isso com opção ou não de revelar seus contatos. Mas se desejar pesquisar seu candidato ideal em nosso banco de dados, também é possível, temos um grande Banco de Dados qual os melhores profissionais do Brasil com a sua área desejada de atuação. Acessem o nosso PORTAL DE VAGAS E EMPRESAS AQUI e experimente nossos recursos. Garantimos que vocês não irão se arrepender.

The following two tabs change content below.
Renato Oliveira

Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships