A P-32 sofreu um acidente ontem: O que está acontecendo afinal em nossas plataformas?

A P-32 sofreu um acidente ontem O que está acontecendo afinal em nossas plataformas

A Sindpetro diz que estes acidentes é um plano da Petrobras para sucatear plataformas e privatiza-las ao custo da vida de funcionários offshore

Isto não é  notícia repetida, mais acidentes ocorreram hoje em plataformas offshore, quando mal nos recuperamos do sinistro operacional da unidade NS-32, ao qual 3 funcionários morreram em explosão quando estavam fazendo manutenção em caldeira.Felizmente desta vez não houve feridos.

O acidente ocorreu com uma escada no estilo “marinheiro” que caiu de uma altura de mais ou menos 15 metros da torre, apelidada carinhosamente de “Gigante”. Esta mesma escada caiu em cima de uma válvula a quebrando completamente.

Por mera coincidência, um colaborador que estava na operação naquele dado momento notou a movimentação irregular da estrutura e mandou todos sairem daquele espaço na hora. Por volta de 10 depois, a escada caiu em cima dos sistemas pressurizados. O peso de parte desta estrutura que ruiu é de 300Kg, que poderia ter causado novas mortes.

A SMS da unidade informou a Sindpetro que o episódio teve início devido a rajadas intensas de vento e que uma parte da plataforma já estaria interditada em toda área que abrange o gigante. Em nota, a Petrobras informou que está esperando condições de tempo favoráveis para realizar novas inspeções no local de nodo seguro.

Apesar de trágico, este acidente já era previsto. Colaboradores da plataforma já haviam feito um denuncia antes a Sindpetro informando que a plataforma está sucateada e oferece muitos riscos ao trabalhadores. Enfatizando os mais graves deles, o elevador de carga e o principal estava mostrando falhas. A sindicato disse que outros questões parecidas estavam ocorrendo em outras plataformas.

A gerência da Sindpetro disse que isso é um plano maquiavélico da Petrobras com sua política de sucatear as plataformas, para que assim ela possa ser privatizada de uma vez. O problema é que ela está fazendo isto a custa da vida dos funcionários.

Trabalhe embarcado em 4 passos

Já imaginou um tipo de emprego ao qual você trabalha 6 meses e folga 6, além de um faturamento anual que ultrapassa fácil os 100 mil reais? Parece um sonho, mas é totalmente possível. O método 4 Passos Para Trabalhar Embarcado oferece todos os recursos que você precisa para trilhar o caminho rumo ao sucesso profissional, nas verdade nem precisa ter formação técnica ou superior, apenas vontade. Pessoas reais e comentários reais de profissionais que estão tendo sucesso com este material. Mas o método por si só não faz milagres, você têm que querer, desejar muito...  Não basta fazer cursos, estudar muito e torcer para que o mercado absorva você, o conhecimento é a chave, e esta chave você encontra no curso 4 Passos Para Trabalhar Embarcado clicando aqui.
The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior