250 ferramentarias capacitadas para exportação é o foco da Fundep e IPT

fundep e ipt

Programa “Ferramentarias Brasileiras mais Competitivas” tem por objetivo o fortalecimento da cadeia ferramental e produtiva para exportação

O programa, projeto coordenado pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) em conjunto com a Fundep (Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa) objetiva a integração da indústria automotiva nacional com as cadeias globais de valor, com o foco no fortalecimento, desenvolvimento para exportação das cadeias ferramental e produtiva. Veja também: Após comprar campos de petróleo da Petrobras Trident Energy anuncia vaga de emprego para Subsea.

No último dia 27 de novembro, foi realizado um workshop para apresentar as potencialidades do programa, identificar as demandas tecnológicas e promover conexões para o desenvolvimento de trabalhos.

Veja também:

O projeto faz parte de um programa do governo federal, pertencente ao Rota 2030, que visa estimular o investimento e o fortalecimento das empresas do setor automotivo brasileiro. Metas, desenvolvimento, aplicação de novas tecnologias e benefícios fiscais, são utilizados para fortalecer o projeto.

Além do IPT e da Fundep, o projeto conta com o apoio de instituições de ensino e pesquisa, parques tecnológicos e entidades representativas, como ITA, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, algumas universidades federais e a Abinfer (Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais).

A principal ideia é a solução das dificuldades de empresas com baixa produtividade e defasagem tecnológica, para que possam se tornar grandes exportadoras. O programa contará com a disponibilidade de recursos em cinco anos de R$ 200 milhões e espera ter no mínimo 50 projetos de aplicação tecnológica nas regiões de Caxias do Sul, Joinville, ABC Paulista e Belo Horizonte.

A duração máxima dos projetos serão de um ano e o resultado buscado será a produtividade, seja por meio da diminuição no tempo de fabricação de um ítem ou da redução no tempo de fixação de peças.

Roberta Santiago

About Roberta Santiago

Engenheira de Petróleo, Pós-Graduanda em Engenharia de Comissionamento de Unidades Industriais e com vivência no exterior, possuo experiência com criação de conteúdo voltado ao setor de óleo e gás e de infraestrutura.